Desenvolvimento de um Índice de Avaliação de Estilo de Vida Saudável de Crianças em Idade Escolar

Development of a healthy lifestyle assessment index for school-age children

Beatriz Faria, Marta Pinto da Costa e Sofia Vilela

Acta Portuguesa de Nutrição 2024, 36, 06-10 , https://dx.doi.org/10.21011/apn.2024.3602

Visualizações: 131 | Downloads PDF: 43


Download PDF See metadata Add to Mendeley Cite

Resumo

Introdução: Avaliar o estilo de vida das crianças é fundamental para o desenvolvimento de políticas que previnam o surgimento das doenças não transmissíveis.

Objetivos: Desenvolver um índice reduzido de estilo de vida para crianças em idade escolar (6 aos 9 anos de idade) e caraterizar o seu estilo de vida.

Metodologia: O índice foi desenvolvido com base nos dados da avaliação aos 7 anos da coorte de nascimento Geração XXI (n=4336 crianças), agrupados em quatro domínios: frequência do consumo alimentar, comportamentos alimentares, atividade física (incluindo comportamentos sedentários) e duração do sono. O coeficiente alfa de Cronbach foi obtido para avaliar a consistência interna do índice. As associações entre as caraterísticas sociodemográficas, o ambiente físico da casa e a pontuação do índice foram avaliadas através de modelos de regressão linear, com a obtenção dos coeficientes β e respetivos intervalos de confiança de 95% (IC95%).

Resultados: O índice final incluiu apenas dois domínios (consumo alimentar e atividade física) com um alfa de Cronbach de 0,52 e pontuação média de 3,6±2,8 (intervalo: -5 a 10). A idade materna (β=1,066; IC95%=1,045-1,087), a escolaridade materna (β=1,216; IC95%=1,186-1,246), ter uma casa com jardim (β=1,630; IC95%=1,304-2.037), acesso à internet (β=1,524; IC95%=1,086-2,139) e ter bicicleta (β=1,710; IC95%=1,086-2,694) associaram-se positivamente a um estilo de vida mais saudável das crianças.

Conclusões: O índice desenvolvido é um instrumento curto que pode ser usado para avaliar o estilo de vida geral em crianças em idade escolar. Melhores caraterísticas sociodemográficas maternas e um melhor ambiente físico da casa aumentam a probabilidade de as crianças terem um estilo de vida mais saudável.


Abstract

Introduction: Assessing children's lifestyles is fundamental for developing policies that prevent the onset of non-communicable diseases.


Objectives: To develop a short lifestyle index for school-age children (6 to 9 years old) and assess their lifestyle characterization.


Methodology: The index was developed based on data from the 7-year follow-up of the birth cohort Generation XXI (n=4336 children), grouped into four domains: frequency of food consumption, eating behaviours, physical activity (including sedentary behaviours) and sleep duration. Cronbach alpha coefficient was obtained to assess the index internal consistency. Associations between sociodemographic characteristics, the physical environment of the house, and the index score were evaluated through linear regression models, obtaining beta coefficients and respective 95% confidence interval (95%CI).


Results: The final index included only two domains (food consumption and physical activity) with a Cronbach alpha of 0.52 and a mean score of 3.6 ± 2.8 (range: -5 to 10). Maternal age (β=1.066; 95%CI=1.045-1.087), years of education (β=1.216; 95%CI=1.186-1.246), having a house with a garden (β=1.630; 95%CI=1.304-2.037), internet access (β=1.524; 95%CI=1.086-2.139) and having a bicycle (β=1.710; 95%CI=1.086-2.694) were positively associated with a healthier lifestyle of the children.


Conclusions: The index developed is a short instrument that can be used to evaluate school-age children’s overall lifestyle. Better maternal sociodemographic characteristics and a better house physical environment increase the likelihood of children having a healthier lifestyle.



Palavras-chave: Alimentação, Atividade física, Crianças em idade escolar, Diet, Healthy lifestyle index, Índice de estilo de vida saudável, Padrões de sono, Physical activity, School-age children, Sleep patterns