O número de mulheres com Diabetes Gestacional tem vindo a aumentar. A microbiota tem sido associada à regulação energética, função imunológica e doença metabólica, como a resistência à insulina. É essencial compreender quais as mudanças que ocorrem no microbioma do intestino, da placenta e da vagina durante a gravidez e qual o impacto que essas mudanças podem ter sobre a saúde da mãe e do feto. A suplementação com probióticos parece ser uma terapia eficaz na prevenção e tratamento da Diabetes Gestacional e do ganho de peso. Estudos demonstram que a ingestão de alimentos ricos em probióticos melhora a tolerância à glicose e a sensibilidade à insulina das grávidas. Esta revisão apresenta evidência sobre a influência que a microbiota intestinal, placentária e vaginal têm sobre a Diabetes Gestacional e qual o papel da intervenção com probióticos.