Tamil migrant women’s perception of A transcultural dietetics tool for the counseling of gestational diabetes patients

Leila Sadeghi, Sofia Daniela Ferreira Martins, Marta Sofia Dores da Silva, Susanne Müller e Helena Jenzer

Acta Portuguesa de Nutrição 2017, 8, 28-32 , https://dx.doi.org/10.21011/apn.2017.0806

Visualizações: 34 | Downloads PDF: 0


Download PDF See metadata Add to Mendeley Cite

Resumo

Introdução: A população Tâmil representa um dos maiores grupos migrantes residentes na Suíça, apresentando alta prevalência de diabetes gestacional. As mudanças do padrão alimentar, que ocorrem devido à migração, são muitas vezes subestimadas nas consultas de nutrição. O projeto NutriGeD, da Universidade de Ciências Aplicadas de Bern, na Suíça, teve como objetivo desenvolver a primeira ferramenta elaborada na Suíça que tenha em atenção as mudanças de padrão alimentar desta população, o “Migmapp©”, no sentido de fornecer aos profissionais de saúde uma forma eficiente de lidar com doentes tâmiles que apresentem diabetes gestacional.

Objetivos: O presente estudo teve como objetivo avaliar as perceções relativamente à clareza e utilidade das ferramentas do Migmapp© entre mulheres migrantes Tâmil residentes na Suíça.

Metodologia: Desenvolvimento de um questionário em alemão, baseado no SurveyMonkey, e posteriormente traduzido para Tâmil. Foram distribuídas cópias impressas do questionário a 100 mulheres tâmiles residentes na Suíça. Os questionários completados foram manualmente recolhidos e inseridos no SurveyMonkey por membros da equipa NutriGeD, e analisados com SPSS e Excel.

Resultados: 76% dos participantes vivem na Suíça há mais de 5 anos e 32% tinham sido já diagnosticados com diabetes gestacional. A maioria das respondentes (83%, n=20) consideraram o Migmapp© completo, em termos de fornecimento de informação necessária no que diz respeito a dicas para controlar a diabetes gestacional, tanto nutricionais como de exercício físico. As ferramentas classificadas como as mais compreensíveis incluíam uma série de imagens descritivas, com o respetivo texto descritivo ou instrutivo. O poder de ajuda de imagens foi também demonstrado pela elevada classificação das dietas orientadas para pessoas diabéticas, uma vez que cada uma incluía uma fotografia de uma porção referência do menu.

Conclusões: Em geral, o Migmapp© foi bem aceite entre as mulheres tâmiles que participaram na sua avaliação através deste questionário, tendo sido considerado um bom fornecedor de informações sobre o estilo de vida a adotar em caso de diabetes gestacional. O Migmapp© será também testado no que diz respeito à eficácia e, sendo bem-sucedido, os materiais serão também disponibilizados e desenvolvidos para outros grupos migrantes.



Palavras-chave: Consultas de nutrição, Diabetes gestacional, Ferramenta, Migração, Tâmil