O açúcar que comes quando bebes: impacto de uma estratégia de consciencialização

João Lima1, Catarina Augusto, Joana Gaspar, Teresa RS Brandão, Ada Rocha e

Acta Portuguesa de Nutrição 2016, 4, 18-22 , https://dx.doi.org/10.21011/apn.2016.0404

Visualizações: 7 | Downloads PDF: 0


Download PDF See metadata Add to Mendeley Cite

Resumo

Introdução: A obesidade é um dos problemas de saúde mais graves, a nível mundial. A procura de soluções para a designada epidemia do século XXI contínua, sendo que a relação entre o consumo de bebidas açucaradas e o peso corporal tornou-se uma questão pertinente.

Objetivos: Avaliar o impacto de uma estratégia de consciencialização sobre o teor de açúcares simples presentes num conjunto de bebidas disponibilizadas na cafetaria de um estabelecimento de ensino.

Metodologia: Foram analisadas as vendas de um conjunto de bebidas antes e após a intervenção. A intervenção baseou-se na afixação de um expositor com as bebidas e a representação da quantidade de açúcares simples, em açúcar, sob o mote “O açúcar que comes quando bebes”. Procedeu-se a uma análise das proporções das vendas, com um intervalo de confiança a 95%.

Resultados: Após a análise estatística dos rácios foi observada uma redução estatisticamente significativa no número de unidades vendidas, após a intervenção, de refrigerantes do tipo cola e das bebidas gaseificadas. Além disso, houve um aumento no número de unidades vendidas, com significância estatística, de néctares de frutas, chá/infusões e leite de chocolate.

Conclusões: A intervenção na cafetaria da Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra foi bem sucedida tendo-se verificado uma redução efetiva das vendas de bebidas açucaradas.



Palavras-chave: Açúcar, Bebidas açucaradas, Estratégia de consciencialização, Obesidade