Influência do Metilmercúrio no Crescimento e Desenvolvimento Fetal

Influence of Methylmercury on Fetal Growth and Development

Carla Mustra, Jessica Rodrigues, Natale Teixeira, Sílvia Gariso e Ana Baltazar

Acta Portuguesa de Nutrição 2021, 26, 70-73 , https://dx.doi.org/10.21011/apn.2021.2610

Visualizações: 161 | Downloads PDF: 34


Download PDF See metadata Add to Mendeley Cite

Resumo

A gravidez é um período muito sensível à exposição ambiental de metais pesados, nomeadamente ao metilmercúrio, uma vez que este é capaz de atravessar a barreira placentária e hematoencefálica, prejudicando o crescimento e desenvolvimento fetal. Com esta revisão pretende-se compreender o metabolismo do mercúrio e o seu impacto na saúde das gestantes e no desenvolvimento fetal e identificar os alimentos com maior contaminação, encontrando escolhas alimentares mais saudáveis. Através de uma revisão sistemática da literatura parece existir uma relação entre o consumo de pescado e os níveis de metilmercúrio no organismo, que se associam a défices cognitivos em crianças cujas mães estiveram excessivamente expostas a este elemento. Porém, o peixe é também uma fonte importante de diversos nutrientes essenciais, proteínas, vitaminas, minerais e ácidos gordos com efeito protetor na exposição ao mercúrio. Torna-se necessário dotar as gestantes de conhecimento sobre o impacto do mercúrio no crescimento e desenvolvimento fetal, bem como as suas principais fontes. É importante consciencializar para o consumo de peixes pequenos e de baixo nível trófico, atendendo aos seus benefícios para a saúde materna e fetal e respetivos riscos de contaminação.


Abstract





Pregnancy is a period of great susceptibility of exposure to environmental contaminants, such as heavy metals, including methylmercury, since it can cross the placental and blood-brain barrier, impairing fetal growth and development. This review is intended to understand mercury metabolism and its impact on the health of pregnant women and fetal development and identify foods with a higher risk of methylmercury contamination and propose healthier options. Through literature review, studies demonstrate a correlation between fish consumption and the levels of methylmercury in the body and associate these levels with cognitive deficits in children whose mothers were excessively exposed to this element. However, fish is also an essential source of several important nutrients, proteins, vitamins, minerals and fatty acids with a protective effect on exposure to mercury. It is necessary to inform pregnant women about the impact of mercury on fetal growth and development and its primary sources. It is crucial to raise awareness for the consumption of small fishes and low trophic level, taking into account their benefits for maternal and fetal health and contamination risks.






 





Palavras-chave: Exposição prenatal, Metilmercúrio, Nutrientes protetores