Adesão à Dieta Mediterrânica e Caracterização do Perfil Antropométrico de Jovens Atletas

Teresa Ferreira, Helena Loureiro e Margarida Pocinho

Acta Portuguesa de Nutrição , , Pág. 24-29

Visualizações: 37 | Downloads PDF: 7


Download PDF See metadata Add to Mendeley Cite

Resumo

RESUMO

Introdução: A nutrição no futebol é crucial para um melhor rendimento desportivo e a Dieta Mediterrânica está comprovada como uma das mais adequadas para garantir o aporte de todos os nutrientes nas diferentes faixas etárias, promovendo o desenvolvimento das capacidades físicas do atleta.

Objetivos: Caracterizar o perfil antropométrico e a prevalência do excesso de peso e obesidade, bem como avaliar a adesão à Dieta Mediterrânica de jovens atletas da formação do Vitória Sport Clube.

Metodologia: No estudo participaram 33 jovens portugueses do sexo masculino, praticantes de futebol do Vitória Sport Clube na época 2019/2020, com idades compreendidas entre os 10 a 12 anos. Foi feita a medição do peso e altura, com consequente cálculo do Índice de Massa Corporal, e o perímetro da cintura para determinar o quociente entre este e a estatura para determinar o índice Waist-to-height ratio. Foi, ainda, aplicado por administração indireta, um questionário sobre características sociodemográficas, e um questionário validade e padronizado para avaliar a adesão à Dieta Mediterrânica, o índice KIDMED®.

Resultados: Da avaliação antropométrica, 63,6% eram normoponderais, 33,3% apresentavam excesso de peso e 3,0% obesidade. Em relação ao perímetro da cintura, apenas 3,0% da amostra encontrava-se acima do normal. Quanto ao questionário KIDMED®, 85,0% apresentava adesão alta à Dieta Mediterrânica e os restantes 15,0% adesão moderada, ninguém apresentava adesão baixa.

Conclusões: A prevalência do excesso de peso e obesidade foi de 36,3% e a grande maioria apresentava adesão alta à Dieta Mediterrânica. O enfoque na educação alimentar deve ser considerado como estratégia nutricional major para maximizar a performance desportiva.

PALAVRAS-CHAVE

Dieta Mediterrânica, Estado nutricional, Futebol, Jovens atletas, Obesidade

 

ABSTRACT

Introduction: Soccer nutrition is crucial for a better sports performance and the Mediterreanean Diet is proven to be one of the most adequate to ensure the supply of all nutrients in different age groups, promoting the development of the athlete’s physical capacities.

Objectives: To characterize the anthropometric profile and the prevalence of overweight and obesity, as well as to evaluate the adherence to the Mediterranean Diet.

Methodology: The study included 33 young male Portuguese soccer players from Vitória Sport Clube in 2019/2020 season, aged between 10 and 12 years old. Weight and height were determined, through which the Body Mass Index was calculated, and the waist circumference to determine the quotient between it and height Waist-to-height ratio index. It was also applied by indirect administration, a questionnaire about sociodemographic characteristics and adherence to the Mediterranean Diet, KIDMED® index.

Results: From the anthropometric assessment, 63.6% presented appropriate weight, 33.3% were overweight and 3.0% were obese. Regarding the waist circumference, only 3.0% of the sample was above normal. As for the KIDMED® questionnaire, 85.0% had high adherence to the Mediterranean Diet and the remaining 15.0% had moderate adherence, no one had low adherence.

Conclusions: The prevalence of overweight and obesity was 36.3% and the vast majority had high adherence to the Mediterranean Diet. The focus on dietary education should be considered as a major nutritional strategy to maximize sports performance.

KEYWORDS:

Mediterranean Diet, Nutrition status, Soccer, Young athletes, Obesity