Sex-specific evaluation of macro- and micronutrient intake in adolescents from Porto Alegre/RS, Brazil

Letícia Figueiredo Pinheiro, Juliana Paludo Vallandro, Roberta Dalle Molle, Roberta Sena Reis, Bárbara Cristina Ergang, Rudineia Toazza, Amanda Brondani Mucellini, Gisele Gus Manfro, Patrícia Pelufo Silveira e Tania Diniz Machado

Acta Portuguesa de Nutrição , , Pág. 06-10

Visualizações: 25 | Downloads PDF: 1


Download PDF See metadata Add to Mendeley Cite

Resumo

ABSTRACT

Introduction: Adequate nutrient intake is important for individuals to reach their growth and development potential, especially during adolescence. While most previous studies have assessed the adequacy of food intake based on subject recall, a few have used a food frequency questionnaire validated for a specific population.

Objectives: To evaluate the adequacy of macro and micronutrient intake, according to the DRIs in adolescents using a validated food frequency questionnaire.

Methodology: This cross-sectional study was conducted as part of the Program of Anxiety Disorders in Childhood and Adolescence. In 2013/2014, an analysis of food consumption through the food frequency questionnaire, body composition and biochemical analysis were performed.

Results: 38 adolescents (18 boys, 20 girls; mean [± SD] age, 16.66±1.55 years and 16.39±1.62 years; mean body mass index, 21.23±3.7 and 22.61±4.09 kg/m2, respectively) were analyzed. A high prevalence of inadequate intake of folate (in 50% of boys and 65% of girls according to Estimated Average daily requirements (EAR), and sodium intake higher than the Tolerable Upper Intake Level (UL) in 88.89% of boys and 85% of girls were verified. Girls exhibited a high prevalence of inadequate calcium intake (55%). Macronutrient intake, however, was within acceptable distribution ranges.

Conclusions: Inadequate intake of folate and higher sodium intake were observed in both sexes, whereas inadequate calcium intake was observed only in girls. The occurrence of these inadequacies during adolescence can lead to lifelong health problems. It is especially concerning in girls because these inadequacies can cause serious consequences during pregnancy and, in turn, to the health of offspring.

KEYWORDS
Adolescent, Micronutrients, Nutrition requeriments, Nutrients
 

ABSTRACT

Introdução: A ingestão adequada de nutrientes é importante para que os indivíduos atinjam seu potencial de crescimento e desenvolvimento, principalmente durante a adolescência. Embora a maioria dos estudos anteriores tenha avaliado a adequação da ingestão de alimentos com base no recordatório 24h, poucos usaram um questionário de frequência alimentar validado para uma população específica.

Objetivos: Avaliar a adequação da ingestão de macro e micronutrients em adolescentes, de acordo com as DRIs usando um questionário de frequência alimentar validado.

Metodologia: Este estudo transversal foi realizado como parte do Programa de Transtornos de Ansiedade na Infância e Adolescência. Em 2013/2014, foram realizadas análises de consumo alimentar por meio do questionário de frequência alimentar, composição corporal e análises bioquímicas.

Resultados: Foram analisados 38 adolescentes (18 meninos, 20 meninas; idade média [± DP], 16,66 ± 1,55 anos e 16,39 ± 1,62 anos; índice de massa corporal médio, 21,23 ± 3,7 e 22,61 ± 4,09 kg/m2, respetivamente). Encontramos alta prevalência de ingestão inadequada de folato (em 50% dos meninos e 65% das meninas, de acordo com as necessidades diárias médias estimadas (EAR) e ingestão de sódio superior ao nível de ingestão superior tolerável (UL) em 88,89% dos meninos e 85%. As meninas apresentaram alta prevalência de ingestão inadequada de cálcio (55%), mas a ingestão de macronutrientes estava dentro dos limites aceitáveis de ingestão

Conclusões: Ingestão inadequada de folato e maior ingestão de sódio foram observados em ambos os sexos, enquanto ingestão inadequada de cálcio foi observada apenas em meninas. A ocorrência dessas inadequações durante a adolescência pode levar a problemas de saúde ao longo da vida.Isso é especialmente preocupante nas meninas porque essas inadequações podem causar sérias conseqüências durante a gravidez e, por sua vez, para a saúde dos filhos.

PALAVRAS-CHAVE

Adolescente, Micronutrientes, Necessidades nutricionais, Nutrientes