Nutrition labelling on prepacked foods: opinion and suggestions of Portuguese food and nutrition professionals

Rotulagem nutricional dos alimentos pré-embalados: opiniões e sugestões dos profissionais da área alimentar e nutrição

Daniela Vareiro, Bela Franchini, Bruno MPM Oliveira e Maria Daniel Vaz de Almeida

Acta Portuguesa de Nutrição 2021, 26, 10-16 , https://dx.doi.org/10.21011/apn.2021.2603

Visualizações: 291 | Downloads PDF: 41


Download PDF See metadata Add to Mendeley Cite

Resumo

Introduction: Labelling is an important tool for food and nutrition professionals since it provides information on food safety and nutrition.

Objectives: The aim was to analyse the differences in food and nutrition professionals’ opinions regarding nutrition labelling on prepacked foods.

Methodology: A cross-sectional study was conducted, using a non-probabilistic sample of professionals, by contacting several Portuguese entities in food and nutrition. The eligibility criteria included being 18 years old and over, living and working in Portugal, and having a professional activity in this area. An online self-administered survey was developed, including questions about labelling (importance, reading, use, trust, satisfaction, and influence in food choices). The main changes in the European Union labelling rules about the content, presentation and legibility of the mandatory information were analysed. The present paper focuses on the answers to the open-ended question on suggestions to improve nutrition labelling.

Results: From the 297 participants, 33 (11.1%) provided answers to the open-ended question, which were subsequently grouped into six categories. These professionals demonstrated the least satisfaction with the label information namely the specific technical terms, the quantity of information, the symbols used and the nutritional claims. They showed the least agreement with the presentation and content of the nutrition information, implemented by Regulation (EU) No 1169/2011.

Two improvements were proposed: the simplification of the labelling information and the understanding of its usefulness as it is currently presented, to provide perceptible and useful information to the consumer.

Conclusions: Nutrition labelling educational tools should be developed, in order to promote nutrition literacy and lead to consumer’s empowerment.


Abstract


Introdução: A rotulagem é uma ferramenta importante para os profissionais de alimentação e nutrição, pois fornece informações sobre segurança alimentar e nutrição.


Objetivos: Foi analisar as diferenças nas opiniões dos profissionais de alimentação e nutrição em relação à rotulagem nutricional em alimentos pré-embalados.


Metodologia: Um estudo transversal, com uma amostra não probabilística de profissionais, por contacto com diversas entidades portuguesas da alimentação e nutrição, foi realizado. Os critérios de elegibilidade incluíram ter idade igual ou superior a 18 anos, residir e trabalhar em Portugal e exercer uma atividade profissional na área. Foi desenvolvido um questionário disponível online de administração direta, incluindo questões sobre rotulagem (importância, leitura, uso, confiança, satisfação e influência nas escolhas alimentares). Foram analisadas as principais alterações nas regras de rotulagem da União Europeia sobre o conteúdo, apresentação e legibilidade das informações obrigatórias. Neste artigo serão apresentadas as respostas à pergunta aberta sobre sugestões para melhorar a rotulagem nutricional.


Resultados: Dos 297 participantes, 33 (11,1%) responderam à questão aberta, tendo sido estas posteriormente agrupadas em seis categorias. Estes profissionais demonstraram uma menor satisfação com a informação presente no rótulo, nomeadamente os termos técnicos específicos, a quantidade de informação, os símbolos utilizados e as alegações nutricionais. Estes apresentaram uma menor concordância com a apresentação e o conteúdo das informações nutricionais implementadas pelo Regulamento (UE) n.º 1169/2011. Foram propostas duas melhorias: a simplificação da informação na rotulagem e a compreensão da sua utilidade, tal como se apresenta atualmente, para fornecer informações percetíveis e úteis ao consumidor.


Conclusões: Ferramentas educacionais de rotulagem nutricional devem ser desenvolvidas, a fim de promover a educação nutricional e o empoderamento do consumidor.





Palavras-chave: Food label use, Food legislation, Nutrition labelling