Estratégias de coaching e nudging e excesso de peso: qual a relação?

Daniela Nunes, João Lima, Ana Faria e Helena Loureiro

Acta Portuguesa de Nutrição 2021, 23, 54-57 , https://dx.doi.org/10.21011/apn.2020.2311

Visualizações: 163 | Downloads PDF: 17


Download PDF See metadata Add to Mendeley Cite

Resumo

O excesso de peso continua a ser um problema de saúde pública, sendo, por isso, importante estimular uma mudança do estilo de vida. Todavia há comumente uma forte resistência à mudança que, associada à má gestão de tempo, escolhas alimentares incorretas, falta de disciplina e motivação, comprometem a adesão à terapêutica. A aplicação de estratégias de coaching e nudging parece estar associada ao aumento da motivação, organização e controlo sobre as escolhas alimentares, preparando o doente para uma mudança de comportamento, contribuindo para a diminuição do excesso de peso, melhoria da qualidade de vida, redução da mortalidade e morbilidade e, consequentemente, diminuição dos custos em saúde, embora estudos experimentais sejam necessários para avaliar a eficácia destas estratégias no processo de perda de peso. A aplicação destas estratégias deve ter por base teorias baseadas em evidência científica e aplicadas por pessoal técnico treinado para o efeito, como psicólogos e/ou nutricionistas com formação em coaching aplicado às Ciências da Nutrição, salientando a importância de equipas multidisciplinares para uma eficaz gestão do peso.



Palavras-chave: Coaching, Excesso de peso, Nudging, Prevenção, Tratamento