Nutrition UP 65 Educational Strategies: Health Professionals Qualification Course

Ana S Sousa, Rita S Guerra, Luísa Álvares, Rui Valdiviesso, Patrícia Padrão, Nuno Borges, Alejandro Santos, Cláudia Afonso, Cátia Martins, Graça Ferro, Pedro Moreira e Teresa F Amaral

Acta Portuguesa de Nutrição 2020, 19, 30-34 , https://dx.doi.org/10.21011/apn.2019.1906

Visualizações: 7 | Downloads PDF: 1


Download PDF See metadata Add to Mendeley Cite

Resumo

Introdução: O conhecimento sobre nutrição dos profissionais de saúde tem um grande impacto na saúde dos indivíduos idosos. No entanto, há escassez de oferta de educação especializada nessa área. O Projeto Nutrition UP 65 foi criado e implementado a nível nacional um curso de qualificação em nutrição para profissionais de saúde, que decorreu entre abril de 2015 e abril de 2017. Pretende-se descrever aqui este processo.

Metodologia: Na Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto, seis professores elaboraram um curso de vinte e sete horas. Este curso é composto por oito horas de contacto direto e dezanove horas de estudo individual e foi acreditado e creditado pela Universidade do Porto com um European Credit Transfer System (ECTS). Foram produzidos materiais didáticos e apresentações, bem como cartazes e desdobráveis informativos. Desenvolveu-se uma prova final para avaliar os conhecimentos dos participantes. Cerca de 10% das unidades de saúde nacionais foram identificadas, selecionadas aleatoriamente em cada área regional (NUTS II) e convidadas a participar.

Resultados: Realizaram-se 35 edições do curso para 784 profissionais de 241 unidades de saúde diferentes por 23 instrutores credenciados pela Universidade do Porto. No teste de avaliação obteve-se uma taxa de aprovação de 99% e uma pontuação média de 16,8 em 20 valores. 45,7% dos participantes classificaram o curso como “bom” e 41,1% como “muito bom”.

Conclusões: O balanço global desta vertente do Projeto Nutrition UP 65 é muito positivo. Os resultados da adesão dos profissionais de saúde demonstram que o interesse por esta área da intervenção nutricional é elevado e que este curso é uma boa oportunidade para expandir o acesso à formação especializada. Assim, destaca-se a necessidade de outras iniciativas que promovam sessões de formação voltadas para tópicos nutricionais. Estas sessões de formação devem ser reconhecidas como um ponto de partida para uma nova abordagem no conhecimento nutricional dos idosos em Portugal.



Palavras-chave: Educação em saúde, Nutrição, Profissionais de saúde, Serviços de saúde para pessoas idosas