Aceitação alimentar de pessoas idosas hospitalizadas e sua relação com o desenvolvimento de complicações intra-hospitalares – revisão da literatura

Food acceptance of hospitalized elderly people and the relationship with the development of in-hospital complications – literature review

Fernanda Cristina Alves de Lima, Fernanda Silva Pinto, Larissa Santos de Oliveira e Yanca Caroline de Carvalho

Acta Portuguesa de Nutrição 2023, 35, 36-40 , https://dx.doi.org/10.21011/apn.2023.3507

Visualizações: 111 | Downloads PDF: 29


Download PDF See metadata Add to Mendeley Cite

Resumo

Sabe-se que pessoas idosas hospitalizadas requererem maiores cuidados durante o período de hospitalização, visto que o próprio processo de envelhecimento provoca alterações em diversos sistemas fisiológicos, com consequente redução na ingestão alimentar e massa magra. A hospitalização pode representar um fator de risco para o declínio funcional de pessoas idosas, levando essa população a apresentar maiores riscos para o desenvolvimento de quadros de desnutrição. O objetivo da presente pesquisa foi analisar a relação entre a aceitação alimentar e o desenvolvimento de complicações intra-hospitalares em pessoas idosas hospitalizadas e seus impactos durante o curso do internamento. Trata-se de uma revisão de literatura, com análise de artigos indexados em bases de dados como Scielo e Pubmed, nos idiomas português e inglês. A desnutrição hospitalar pode ser desencadeada por diversos fatores, como baixa ingestão alimentar e doenças associadas, podendo resultar em um maior tempo de hospitalização, afetando diretamente o funcionamento do organismo e deixando-o mais suscetível à instalação de novas infeções e ao desenvolvimento de processos inflamatórios. Destacam-se diversas causas que podem interferir na ingestão alimentar, desde o sabor das refeições até a presença de patologias de base, exigindo a implementação de estratégias a fim de melhorar tal aceitação. Nota-se que esta condição ainda se apresenta como grande fator de risco durante o período de internamento, pois associa-se a um pior prognóstico em pessoas idosas. Portanto, os cuidados nutricionais devem assumir uma importante posição no processo de melhoria da qualidade de vida e do quadro de saúde de tais pacientes.

Abstract

It is known that hospitalized elderly people require greater care during the hospitalization period, since the aging process itself causes changes in several physiological systems, with a consequent reduction in food intake and lean body mass. Hospitalization may represent a risk factor for the functional decline of elderly people, leading to a higher risk of undernutrition among this population. The objective of this research was to analyze the relationship between food acceptance and the development of in-hospital complications in hospitalized elderly people and their impacts during the course of hospitalization. This is a literature review, with analysis of articles indexed in databases such as Scielo and Pubmed, in Portuguese and English. Hospital undernutrition can be triggered by several factors, such as low food intake and associated diseases, which may result in a longer hospital stay, directly affecting the functioning of the organism and making it more susceptible to the installation of new infections and the development of inflammatory process. Several causes stand out that can interfere with food intake, from the taste of meals to the presence of underlying pathologies, requiring the implementation of strategies in order to improve such acceptance. It is noted that this condition is still a major risk factor during the hospitalization period, as it is associated with a worse prognosis in elderly people. Therefore, nutritional care must assume an important position in the process of improving the quality of life and health status of such patients.

Palavras-chave: Alimentação, Diet, Elderly, Estado nutricional, Hospital stay, Internamento hospitalar, Nutritional status, Pessoa idosa