Efeitos do uso de probióticos em pacientes com doenças inflamatórias intestinais

Effects of the use of probiotics in patients with inflammatory bowel diseases

Suelyne Rodrigues de Morais e Moema de Souza Santana

Acta Portuguesa de Nutrição 2023, 35, 18-23 , https://dx.doi.org/10.21011/apn.2023.3504

Visualizações: 187 | Downloads PDF: 52


Download PDF See metadata Add to Mendeley Cite

Resumo

Objetivos: Demonstrar os efeitos do uso de probióticos em pacientes com doenças inflamatórias intestinais.

Metodologia: Revisão integrativa em que os artigos foram selecionados utilizando as bases de dados U.S. National Library of Medicine (Pubmed), Scientific Electronic Library Online (Scielo) e Biblioteca Virtual em saúde (Bireme), por meio das seguintes palavras-chave: probiótico (probiotic); doença inflamatória intestinal (inflammatory bowel disease) ou doença de Crohn (Crohn's disease) ou Colite ulcerosa (ulcerative colitis). Foram selecionados estudos publicados entre 2012 e 2022, tendo sido encontrados 258 estudos inicialmente. Foram excluídos: 219 estudos que não eram adequados de acordo com a temática, após leitura dos resumos, foram excluídos mais 24 estudos. Ao final, foram excluídos mais 4 estudos que não estavam disponíveis na íntegra, resultando em onze estudos.

Resultados: Dentre os estudos analisados, foi encontrado que a suplementação com probióticos em pacientes com doença inflamatória intestinal pode reduzir os níveis de citocinas inflamatórias, melhorar a composição da microbiota intestinal, além de poder proporcionar menores taxas de recaída da doença. Apesar disso, salienta-se que alguns estudos apresentam amostras pequenas e baixo tempo de intervenção, sendo necessário maior período para se observar o efeito do uso a longo prazo.

Conclusões: Apesar de vários estudos terem demonstrado que a suplementação com probióticos apresenta benefícios para pacientes com doenças inflamatórias intestinais, mais estudos a longo prazo são necessários para verificar a eficácia e a possibilidade de ocorrerem efeitos colaterais com diferentes estirpes e dosagens de suplementação.


Abstract

Objectives: To demonstrate the effects of using probiotics in patients with inflammatory bowel diseases.


Methodology: A integrative review in which articles were selected using the US National Library of Medicine (Pubmed), Scientific Electronic Library Online (Scielo) and Virtual Health Library (Bireme) databases, using the following keywords: probiotic; inflammatory bowel disease or Crohn's disease or ulcerative colitis. Works between the years 2012 to 2022 were selected. Initially, 258 studies were found. We excluded: 219 studies that deviated from the theme, after reading the abstracts, 24 more studies were excluded. In the end, 4 more studies that were not available in full were excluded, resulting in eleven studies.


Results: Among the studies analyzed, it was found that probiotic supplementation in patients with inflammatory bowel disease can reduce the levels of inflammatory cytokines, improve the composition of the intestinal microbiota, in addition to being able to provide lower rates of disease relapse. Despite this, it should be noted that some studies present small samples and low intervention time, requiring a longer period to observe the effect of long-term use.


Conclusions: Although several studies have shown that probiotic supplementation has benefits for patients with inflammatory bowel diseases, more long-term studies are needed to verify the effectiveness and the possibility of side effects with different strains and supplementation dosages.



Palavras-chave: Crohn's disease, Doença de Crohn, Probiotic, Probiótico, Retocolite ulcerativa, Ulcerative colitis