Padrão de utilização de aditivos alimentares em produtos lácteos fermentados e alternativas vegetais: um caso de estudo de uma empresa de retalho alimentar nacional

Pattern of food additives' use in fermented dairy products and plant-based alternatives: a case study in a Portuguese food retail company

Liliana Ferreira, Catarina Carvalho, Patrícia Padrão e Carla Almeida

Acta Portuguesa de Nutrição 2023, 34, 22-27 , https://dx.doi.org/10.21011/apn.2023.3405

Visualizações: 131 | Downloads PDF: 20


Download PDF See metadata Add to Mendeley Cite

Resumo

Introdução: Existe uma tendência crescente de utilização de aditivos alimentares e, consequentemente, um provável aumento da sua exposição, o que reforça a importância da monitorização.

Objetivos: Descrever o padrão de utilização de aditivos alimentares com base na respetiva funcionalidade tecnológica, em produtos lácteos fermentados e alternativas vegetais.

Metodologia: Foram estudados os seguintes produtos: iogurtes, leites fermentados e alternativas vegetais, e produtos de todas estas categorias destinados à alimentação infantil. A informação nutricional, lista de ingredientes e o preço foram fornecidos/recolhidos numa empresa de retalho alimentar nacional. Foi realizada uma análise descritiva das variáveis categóricas e modelos de regressão logística foram utilizados para analisar as associações entre aditivos cosméticos e o Nutri-Score e com parâmetros nutricionais individualmente.

Resultados: A análise dos padrões de utilização dos aditivos alimentares nos alimentos permitiu verificar que mais de 90% dos produtos possuem na sua composição pelo menos um aditivo alimentar. O padrão de aditivos alimentares mais frequente foi a utilização exclusiva de aroma. As alternativas vegetais foram o grupo que apresentou utilização de mais aditivos alimentares simultaneamente. Encontrou-se ainda uma associação inversa entre a utilização de edulcorantes e o Nutri-Score (OR: 0,415; IC95%: 0,332 − 0,519).

Conclusões: Verificou-se uma ampla utilização de aditivos alimentares em produtos lácteos fermentados e alternativas vegetais. Estes resultados reforçam a importância de futuros estudos quantitativos que permitam estimar a exposição da população a aditivos alimentares e o eventual risco de ultrapassar os valores guia para uma exposição segura.


Abstract

Introduction: There is a growing trend of using food additives and, consequently, a probable higher exposure to these substances, highlighting the importance of monitoring.


Objectives: Describe the pattern of food additives use in yogurts and similar products.


Methodology: Food products included yogurts, fermented milks, and plant-based alternatives, and foods of those categories intended for infants. Nutritional information, list of ingredients and price was given/collected in a national food retail chain. Descriptive analysis of categorical variables was performed, and logistic regression models were used to analyze the associations between cosmetic additives and Nutri-Score, and nutritional parameters.


Results: The analysis of the pattern of food additives use in food showed that more than 90% of products had, at least, one food additive added. The use of flavoring agents exclusively was the most frequent pattern. Plant-based alternatives was the group that presented more food additives per product. An inverse association was also found between the use of sweeteners and the Nutri-Score (OR: 0.415; 95%CI: 0.332 − 0.519).


Conclusions: These results showed a high prevalence of food additives use in fermented dairy products and plant-based alternatives These results highlight the need for future quantitative studies to estimate the population's exposure to food additives and the possible risk of exceeding the Health-Based Guidance Values.



Palavras-chave: Aditivos alimentares, Alternativas vegetais, Children, Crianças, Food additives, Iogurtes, Nutri-Score, Plant-based alternatives, Yogurts