Ecotrophelia Portugal (2017-2020): Análise de conteúdo de um concurso para promoção do empreendedorismo académico e da inovação alimentar

Ecotrophelia Portugal (2017-2020): Content analysis of a competition to promote academic entrepreneurship and food innovation

Leandro Oliveira e Eduardo Luís Cardoso

Acta Portuguesa de Nutrição 2021, 27, 68-73 , https://dx.doi.org/10.21011/apn.2021.2712

Visualizações: 1299 | Downloads PDF: 160


Download PDF See metadata Add to Mendeley Cite

Resumo

INTRODUÇÃO: O setor alimentar é considerado a nível mundial como um dos principais setores de negócios, estando em constante mudança e enfrentando múltiplos desafios.

OBJETIVOS: Este artigo tem como objetivo descrever as equipas e produtos finalistas da competição Ecotrophelia Portugal (2017-2020) como fontes de inovação para o setor alimentar.

METODOLOGIA: Foi adotada uma metodologia de análise de conteúdo. Os conteúdos analisados foram recolhidos através do site oficial da Ecotrophelia Portugal. Foram analisadas informações sobre as 41 equipas finalistas da competição entre 2017 e 2020.

RESULTADOS: De um modo geral, os finalistas foram maioritariamente mulheres (edição 2017), pertencentes à região Norte (57,4%), seguida da região Centro (27,9%) e Lisboa (13,1%), com a Universidade do Porto (26,2%), a Universidade Católica Portuguesa (Porto: 16,4%) e o Instituto Politécnico de Coimbra (13,1%) a serem as principais instituições de proveniência dos finalistas. As principais categorias dos produtos finalistas foram: snacks (34,1%), sobremesas (17,1%), refeições prontas a consumir (12,2%), bebidas (9,8%). As características mais mencionadas na descrição desses produtos foram: rico em compostos bioativos (34,2%), sem glúten / sem lactose ou com baixo teor de açúcar / gordura (19,0%), saudável (11,4%) e vegetariano / vegano (11,4 %).

CONCLUSÕES: Este estudo proporciona informação útil para os participantes nas futuras edições desta competição, assim como uma fonte de inspiração para empreendedores desenvolvam novos produtos alimentares.

 


Abstract



INTRODUCTION: The food sector is considered worldwide as one of the main business sectors, being constantly changing and facing multiple challenges.


OBJECTIVES: This paper aims to describe the finalist teams and products in the competition for the Ecotrophelia Portugal (2017-2020) as sources of innovation for the food sector.


METHODOLOGY: A content analysis approach was adopted. The analyzed contents were collected through the official website of Ecotrophelia Portugal. Information from the 41 finalist teams in the competition between 2017 and 2020 was analyzed.


RESULTS: In general, most of the finalists were female (2017 edition), belonging to the North region (57.4%), followed by the Centro region (27.9%) and Lisbon (13.1%), with the Universidade do Porto (26.2%), Universidade Católica Portuguesa (Porto: 16.4%) and the Instituto Politécnico de Coimbra (13.1%) being the main institutions from which the finalists came. The main categories to which the finalist products belonged were: snacks (34.1%), desserts (17.1%), ready-to-eat meals (12.2%), drinks (9.8%). The characteristics most mentioned in the description of these products were that they are: rich in bioactive compounds (34.2%), gluten / lactose free or low in sugar / fat (19.0%), healthy (11.4%) and vegetarian / vegan (11.4%).


CONCLUSIONS: This study provides useful information for future competitors to new editions of this competition, as well as a source of inspiration for the development of new food products by entrepreneurs.




 





Palavras-chave: Competition, Ecothophelia Portugal, Entrepreneurship, Food innovation, Innovation