EDITORIAL

Nuno Borges
Resumo

Mar Salgado

Ao escrever no seu livro “Mensagem” os geniais versos “Ó mar salgado, quanto do teu sal são lágrimas de Portugal”, estava Fernando Pessoa longe de pensar que, tantas décadas depois, as agruras da epopeia marítima e da secular relação dos Portugueses com o mar viriam a conhecer um novo e problemático desenvolvimento: a nossa relação com o sal propriamente dito.

Desde tempos imemoriais usado como uma importante forma de conservação de alimentos, o seu consumo começou a ser relacionado há algumas décadas com o aparecimento de algumas doenças crónicas, nomeadamente a hipertensão arterial e a doença cardiovascular, sendo hoje bem estabelecida essa relação, estando também razoavelmente definidos os limites para o seu consumo saudável. No entanto, pese embora a esmagadora evidência científica, persiste uma tremenda dificuldade em reduzir o seu consumo para níveis considerados satisfatórios. O preço a pagar por este excesso é enorme: de acordo com os dados mais recentes disponíveis no Global Burden of Disease, as doenças cardiovasculares e, em particular, o acidente vascular cerebral, são a principal causa de morte e de peso da doença no nosso país. Ora é bem conhecida a relação entre o consumo de sal e a doença cardiovascular, nomeadamente pela decisiva influência que este tem na hipertensão arterial, cuja prevalência em Portugal é altíssima.

Neste contexto, são publicados dois artigos no presente número da Acta Portuguesa de Nutrição que abordam esta temática. O primeiro, de Pinheiro e colaboradores, mostra que na cidade de Porto Alegre, no Brasil, o consumo de sal por adolescentes é uma das principais desadequações de ingestão nutricional nesta população, atingindo quase 90 % da amostra, revelando que este é um problema que se instala bem cedo no ciclo de vida. O segundo, por Mota e colaboradores, mostra-nos, numa revisão, que apesar de tudo é possível intervir, neste caso em cantinas, de forma a reduzir a quantidade de sal que é adicionada às refeições, através de vários tipos de abordagem, embora mostre igualmente que a evidência disponível é ainda insuficiente.

O caminho para a redução do consumo de sal é longo e está muito distante de um epílogo aceitável. Todas as medidas serão poucas para atenuar este problema e, tal como já demonstrado noutros países e contextos, a intervenção política será determinante.

Essa intervenção só será eficaz, todavia, se baseada na melhor evidência científica disponível. É a publicação desse tipo de evidência que justifica e dá alento para a prossecução do trabalho da Acta Portuguesa de Nutrição e de todos os que com ela colaboram.

Sex-specific evaluation of macro- and micronutrient intake in adolescents from Porto Alegre/RS, Brazil

Avaliação sexo-específica da ingestão de macro e micronutrientes em adolescentes de Porto Alegre/RS Brasil
Letícia Figueiredo Pinheiro; Juliana Paludo Vallandro; Roberta Dalle Molle; Roberta Sena Reis; Bárbara Cristina Ergang; Rudineia Toazza; Amanda Brondani Mucellini; Gisele Gus Manfro; Patrícia Pelufo Silveira; Tania Diniz Machado
Resumo

ABSTRACT

Introduction: Adequate nutrient intake is important for individuals to reach their growth and development potential, especially during adolescence. While most previous studies have assessed the adequacy of food intake based on subject recall, a few have used a food frequency questionnaire validated for a specific population.

Objectives: To evaluate the adequacy of macro and micronutrient intake, according to the DRIs in adolescents using a validated food frequency questionnaire.

Methodology: This cross-sectional study was conducted as part of the Program of Anxiety Disorders in Childhood and Adolescence. In 2013/2014, an analysis of food consumption through the food frequency questionnaire, body composition and biochemical analysis were performed.

Results: 38 adolescents (18 boys, 20 girls; mean [± SD] age, 16.66±1.55 years and 16.39±1.62 years; mean body mass index, 21.23±3.7 and 22.61±4.09 kg/m2, respectively) were analyzed. A high prevalence of inadequate intake of folate (in 50% of boys and 65% of girls according to Estimated Average daily requirements (EAR), and sodium intake higher than the Tolerable Upper Intake Level (UL) in 88.89% of boys and 85% of girls were verified. Girls exhibited a high prevalence of inadequate calcium intake (55%). Macronutrient intake, however, was within acceptable distribution ranges.

Conclusions: Inadequate intake of folate and higher sodium intake were observed in both sexes, whereas inadequate calcium intake was observed only in girls. The occurrence of these inadequacies during adolescence can lead to lifelong health problems. It is especially concerning in girls because these inadequacies can cause serious consequences during pregnancy and, in turn, to the health of offspring.

KEYWORDS
Adolescent, Micronutrients, Nutrition requeriments, Nutrients
 

ABSTRACT

Introdução: A ingestão adequada de nutrientes é importante para que os indivíduos atinjam seu potencial de crescimento e desenvolvimento, principalmente durante a adolescência. Embora a maioria dos estudos anteriores tenha avaliado a adequação da ingestão de alimentos com base no recordatório 24h, poucos usaram um questionário de frequência alimentar validado para uma população específica.

Objetivos: Avaliar a adequação da ingestão de macro e micronutrients em adolescentes, de acordo com as DRIs usando um questionário de frequência alimentar validado.

Metodologia: Este estudo transversal foi realizado como parte do Programa de Transtornos de Ansiedade na Infância e Adolescência. Em 2013/2014, foram realizadas análises de consumo alimentar por meio do questionário de frequência alimentar, composição corporal e análises bioquímicas.

Resultados: Foram analisados 38 adolescentes (18 meninos, 20 meninas; idade média [± DP], 16,66 ± 1,55 anos e 16,39 ± 1,62 anos; índice de massa corporal médio, 21,23 ± 3,7 e 22,61 ± 4,09 kg/m2, respetivamente). Encontramos alta prevalência de ingestão inadequada de folato (em 50% dos meninos e 65% das meninas, de acordo com as necessidades diárias médias estimadas (EAR) e ingestão de sódio superior ao nível de ingestão superior tolerável (UL) em 88,89% dos meninos e 85%. As meninas apresentaram alta prevalência de ingestão inadequada de cálcio (55%), mas a ingestão de macronutrientes estava dentro dos limites aceitáveis de ingestão

Conclusões: Ingestão inadequada de folato e maior ingestão de sódio foram observados em ambos os sexos, enquanto ingestão inadequada de cálcio foi observada apenas em meninas. A ocorrência dessas inadequações durante a adolescência pode levar a problemas de saúde ao longo da vida.Isso é especialmente preocupante nas meninas porque essas inadequações podem causar sérias conseqüências durante a gravidez e, por sua vez, para a saúde dos filhos.

PALAVRAS-CHAVE

Adolescente, Micronutrientes, Necessidades nutricionais, Nutrientes

Padrões de Sono, Hábitos e Comportamentos Alimentares de Crianças com Sobrepeso/Obesidade e suas Cuidadoras

Sleep Patterns, Eating Habits and Behaviors of Children with Overweight/Obesity and Their Caregivers
Sofia M Ramalho; Diana e Silva; Cristiana Costa; Eva Conceição
Resumo

RESUMO

Introdução: A má higiene do sono pode ter impacto negativo na eficácia do tratamento da obesidade em idade pediátrica.

Objetivos: Determinar as associações existentes entre os padrões de sono-vigília, hábitos de ingestão alimentar e comportamentos alimentares problemáticos de crianças em tratamento hospitalar para excesso de peso e os padrões de sono-vigília e comportamentos alimentares das suas cuidadoras.

Metodologia: Foram avaliadas 110 crianças Portuguesas (Faixa etária: 8 - 12 anos;10,13 ± 1,39 anos; 64 Raparigas; z-score Índice de Massa Corporal 2,72 ± 0,65) em tratamento hospitalar para pré-obesidade/obesidade e respetivas cuidadoras (n=110; 39,84±5,48 anos; Índice de Massa Corporal 29,55±5,87 kg/m2). Crianças e cuidadoras reportaram os seus horários de sono nos últimos 7 dias e responderam a um conjunto de questionários de autorrelato (Crianças: Questionário de Frequência Alimentar; Teste de Atitudes Alimentares para Crianças; Cuidadoras: Questionário de Três Fatores do Comportamento Alimentar). Análises estatísticas correlacionais e de diferenças entre grupos foram realizadas.

Resultados: Crianças com obesidade apresentaram uma média de horas de sono significativamente inferior (pré-obesidade: 9h42±0h54 horas; obesidade: 9h11±0h49 horas; p = 0,026). A irregularidade nas horas de deitar entre os dias de semana/fim de semana, associou-se a maior frequência de ingestão de “bolachas” (rs = 0,24, p = 0,015) e de “bolos” (rs = 0,23, p = 0,023). Horas tardias de acordar/deitar das crianças associaram à menor restrição cognitiva em relação à alimentação por parte das cuidadoras (rs = -0,20, p = 0,034; rs = -0,23, p = 0,017).

Conclusões: Número insuficiente de horas de sono e padrões de sono irregulares entre dias da semana e fim de semana das crianças associaram-se a hábitos alimentares pouco saudáveis e a alterações do comportamento alimentar nas suas cuidadoras.

PALAVRAS-CHAVE

Comportamento alimentar, Crianças, Hábitos alimentares, Obesidade, Padrões de sono

 

ABSTRACT

Introduction: Poor sleep hygiene can have a negative impact on the effectiveness of pediatric obesity treatment.

Objectives: The aim of this study was to explore associations between sleep patterns, food/beverages consumption and maladaptive eating behaviors of children under hospital treatment for overweight/obesity and the sleep patterns and maladaptive eating behaviors of their caregivers.

Methodology: This cross-sectional study assessed 110 Portuguese children (Age range: 8-12 years; 10.13 ± 1.39 years; 64 girls; Body Mass Index z-score 2.74 ± 0.66) in hospital ambulatory treatment for overweight/obesity and their caregivers (n =110; age 39.84±5.48 years; Body Mass Index 29.55±5.87 kg/m2). Children and caregivers reported their sleep patterns in the last 7 days, and answered to a set of self-report measures (Children: Food Frequency Questionnaire; Children's Eating Attitudes Test; Caregivers: Three-Factor Eating Questionnaire). Differences between groups were tested and correlational analyzes performed.

Results: Children with obesity presented a lower average of sleep hours (pre-obesity: 9:42 ± 0h54 hours; obesity: 9h11 ± 0h49 hours; p = 0.026). Bedtime irregularity between weekdays/weekends was associated with a higher frequency of “cookies” (rs = 0.24, p = 0.015) and “pastries” (rs = 0.23, p = 0.023) intake. Children’s late-waking/sleeping times were associated with reduced cognitive restriction of caregivers concerning food (rs = -0.20, p = 0.034; rs = -0.23, p = 0.017).

Conclusions: Children’s insufficient number of hours of sleep and irregular sleep patterns between weekdays and weekends were associated with unhealthy eating habits and caregivers’ problematic eating behaviors.

KEYWORDS:

Eating behavior, Children, Dietary patterns, Obesity, Sleep patterns

Psychometric characteristics of the Eating Assessment Tool among Portuguese individuals with cerebral palsy

Características psicométricas da Eating Assessment Tool em indivíduos portugueses com paralisia cerebral
Tânia Oliveira; Rui Poínhos; Maria Antónia Campos
Resumo

ABSTRACT

Introduction: Dysphagia is a very frequent feeding difficulty in cerebral palsy. Despite the relevance of its early detection, specific exams are rarely performed, and there is no validated and adapted tool to assess dysphagia in the Portuguese population with cerebral palsy.

Objectives: Our aim was to study the psychometric characteristics of the Eating Assessment Tool (EAT-10) in a sample of Portuguese individuals with cerebral palsy adapting it to be used in cerebral palsy patients.

Methodology: The scale was applied to a convenience sample of 75 participants (aged 11 to 61 years) with clinical diagnosis of cerebral palsy and to a control group with the same number of participants. The psychometric properties (internal consistency and factor analysis) of the scale were assessed in the group with cerebral palsy.

Results: Both the internal consistency and the factor analysis suggested the exclusion of one of the items. The final version of the scale (EAT-9) presented an adequate internal consistency (Cronbach's alpha = 0.749) and a unifactorial structure, with the latent factor explaining 37.2% of the total variance. Participants with cerebral palsy scored higher on the EAT-9 than the control group (p < 0.001), and 28.0% (n = 21) of the participants had a score on the EAT-9 indicative of anomaly in swallowing, while in the control group only one participant (1.3%) presented such a score.

Conclusions: The EAT-9 is an adequate tool for screening dysphagia among Portuguese individuals with cerebral palsy aged between 11 and 61 years.

KEYWORDS

Assessement, Cerebral palsy, Dysphagia, Eating Assessment Tool, Psychometric characteristics

 

ABSTRACT

Introdução: A disfagia é uma dificuldade alimentar muito frequente na paralisia cerebral. Apesar da relevância da sua deteção precoce, raramente são realizados exames específicos, e não existe uma ferramenta validada e adaptada para avaliar a disfagia na população portuguesa com paralisia cerebral.

Objetivos: O nosso objetivo foi estudar as características psicométricas da Eating Assessment Tool (EAT-10) numa amostra de indivíduos portugueses com paralisia cerebral e adaptá-la para uso em pessoas com paralisia cerebral.

Metodologia: A escala foi aplicada a uma amostra de conveniência de 75 participantes (idades entre 11 e 61 anos) com diagnóstico clínico de paralisia cerebral e a um grupo de controlo com igual número de participantes. As propriedades psicométricas (consistência interna e análise factorial) da escala foram avaliadas no grupo com paralisia cerebral.

Resultados: Tanto a consistência interna quanto a análise factorial sugeriram a exclusão de um dos itens. A versão final da escala (EAT-9) apresentou boa consistência interna (alfa de Cronbach = 0,749) e uma estrutura unifatorial, com o fator latente a explicar 37,2% da variância total. Os participantes com paralisia cerebral obtiveram pontuações mais elevadas na EAT-9 do que o grupo de controlo (p < 0,001), e 28,0% (n = 21) tinham uma pontuação indicadora de anomalias no processo de deglutição, enquanto apenas um dos controlos apresentava tal pontuação.

Conclusões: A EAT-9 é um instrumento adequado para o rastreio de disfagia em indivíduos portugueses com paralisia cerebral com idades entre os 11 e os 61 anos.

PALAVRAS-CHAVE

Avaliação, Paralisia cerebral, Disfagia, Eating Assessment Tool, Características psicométricas

Adesão à Dieta Mediterrânica e Caracterização do Perfil Antropométrico de Jovens Atletas

Adherence to the Mediterranean Diet and Characterization of the Anthropometric Profile of Young Athletes
Teresa Ferreira; Helena Loureiro; Margarida Pocinho
Resumo

RESUMO

Introdução: A nutrição no futebol é crucial para um melhor rendimento desportivo e a Dieta Mediterrânica está comprovada como uma das mais adequadas para garantir o aporte de todos os nutrientes nas diferentes faixas etárias, promovendo o desenvolvimento das capacidades físicas do atleta.

Objetivos: Caracterizar o perfil antropométrico e a prevalência do excesso de peso e obesidade, bem como avaliar a adesão à Dieta Mediterrânica de jovens atletas da formação do Vitória Sport Clube.

Metodologia: No estudo participaram 33 jovens portugueses do sexo masculino, praticantes de futebol do Vitória Sport Clube na época 2019/2020, com idades compreendidas entre os 10 a 12 anos. Foi feita a medição do peso e altura, com consequente cálculo do Índice de Massa Corporal, e o perímetro da cintura para determinar o quociente entre este e a estatura para determinar o índice Waist-to-height ratio. Foi, ainda, aplicado por administração indireta, um questionário sobre características sociodemográficas, e um questionário validade e padronizado para avaliar a adesão à Dieta Mediterrânica, o índice KIDMED®.

Resultados: Da avaliação antropométrica, 63,6% eram normoponderais, 33,3% apresentavam excesso de peso e 3,0% obesidade. Em relação ao perímetro da cintura, apenas 3,0% da amostra encontrava-se acima do normal. Quanto ao questionário KIDMED®, 85,0% apresentava adesão alta à Dieta Mediterrânica e os restantes 15,0% adesão moderada, ninguém apresentava adesão baixa.

Conclusões: A prevalência do excesso de peso e obesidade foi de 36,3% e a grande maioria apresentava adesão alta à Dieta Mediterrânica. O enfoque na educação alimentar deve ser considerado como estratégia nutricional major para maximizar a performance desportiva.

PALAVRAS-CHAVE

Dieta Mediterrânica, Estado nutricional, Futebol, Jovens atletas, Obesidade

 

ABSTRACT

Introduction: Soccer nutrition is crucial for a better sports performance and the Mediterreanean Diet is proven to be one of the most adequate to ensure the supply of all nutrients in different age groups, promoting the development of the athlete’s physical capacities.

Objectives: To characterize the anthropometric profile and the prevalence of overweight and obesity, as well as to evaluate the adherence to the Mediterranean Diet.

Methodology: The study included 33 young male Portuguese soccer players from Vitória Sport Clube in 2019/2020 season, aged between 10 and 12 years old. Weight and height were determined, through which the Body Mass Index was calculated, and the waist circumference to determine the quotient between it and height Waist-to-height ratio index. It was also applied by indirect administration, a questionnaire about sociodemographic characteristics and adherence to the Mediterranean Diet, KIDMED® index.

Results: From the anthropometric assessment, 63.6% presented appropriate weight, 33.3% were overweight and 3.0% were obese. Regarding the waist circumference, only 3.0% of the sample was above normal. As for the KIDMED® questionnaire, 85.0% had high adherence to the Mediterranean Diet and the remaining 15.0% had moderate adherence, no one had low adherence.

Conclusions: The prevalence of overweight and obesity was 36.3% and the vast majority had high adherence to the Mediterranean Diet. The focus on dietary education should be considered as a major nutritional strategy to maximize sports performance.

KEYWORDS:

Mediterranean Diet, Nutrition status, Soccer, Young athletes, Obesity

Desperdício alimentar em contexto escolar: análise de metodologias de avaliação para uma avaliação contínua

Food waste in school context: analysis of evaluation methodologies for a continuous evaluation
Ana Sofia Pedrosa; Fabiana Estrada; Matilde Silva; Vânia Ribeiro; João PM Lima
Resumo

RESUMO

Introdução: Em Portugal, cerca de 1 milhão de toneladas de alimentos são desperdiçados anualmente. A avaliação do desperdício alimentar nos estabelecimentos de ensino desempenha uma importante função na educação alimentar, na perspetiva nutricional, social e ética, devendo a mesma ser realizada por rotina e como forma de sensibilizar para a temática. O desperdício alimentar pode contribuir para um aporte nutricional inadequado, pelo que a sua avaliação se reveste de elevada importância.

Objetivos: Comparar três metodologias de avaliação do desperdício alimentar total e por componentes numa cantina escolar do ensino superior.

Metodologia: A avaliação do desperdício alimentar foi realizada nas refeições do almoço e do jantar num dia escolhido aleatoriamente. Foram utilizados os métodos de pesagem por componentes agregados, pesagem por componentes do prato e análise visual por retrato fotográfico. Foi utilizada uma amostra de 52 refeições nos métodos de análise prato-a-prato.

Resultados: No método de pesagem por componente do prato obteve-se 20,5% de desperdício. No método de pesagem por componentes agregados aferiu-se um desperdício de 18,9%. Através da análise visual do desperdício por retrato fotográfico, conclui-se que cerca de 55,8% das refeições servidas apresentavam um desperdício correspondente a 0%.

Conclusões: Verificou-se discrepância entre os resultados avaliados pelas metodologias por pesagem agregada e pesagem por componente no prato. Por outro lado, a metodologia da análise visual por retrato fotográfico pareceu ser uma forma menos conclusiva de análise, pois, de acordo com este método, cerca de metade das refeições não originaram restos. Face aos resultados observados, e tendo por base o procedimento de aferição do desperdício alimentar em cada uma das metodologias, o método por pesagem de componentes do prato, por amostragem, parece não ser uma metodologia tão adequada para a avaliação contínua, quando comparada com a avaliação do desperdício por componentes agregadas.

PALAVRAS-CHAVE

Desperdício alimentar, Metodologias, Alimentação coletiva

 

ABSTRACT

Introduction: In Portugal, about 1 million tons of food are wasted annually. The evaluation of food waste in schools plays an important role in food education, from a nutritional, social and ethical perspective, and it must be carried out routinely and as a way of raising awareness of the theme. Food waste contributes to an inadequate nutritional supply, which is why their evaluation is of high importance.

Objectives: To compare the assessment of food waste in a school canteen in higher education through the application of three methodologies, as well as to quantify food waste by component of the meal.

Methodology: The assessment of food waste was carried out at lunch and dinner meals on a randomly chosen day. Weighing methods by aggregate components, component weighing per plate and visual analysis by photographic portrait were used. A sample of 52 meals was used in the dish-by-dish analysis methods.

Results: In the weighing method by component in the dish, 20.5% of waste was obtained. In the method of weighing by aggregate components, a waste of 18,9% was measured. Regarding the method of visual analysis of waste by photographic portrait, it is concluded that about 55.8% of the meals served had 0% waste.

Conclusions: There was a poor agreement between the results evaluated by the methodologies by aggregate weighing and weighing by component in the dish, verifying an apparent overestimation of the index of remains observed by the weighing method in the dish. On the other hand, the methodology of visual analysis by photographic portrait constitutes a less conclusive form of analysis, because, according to this method, about half of the meal did not originate remains. Thus, it is concluded that the method for weighing components in the dish, by sampling, should not be used as a routine methodology in the assessment of waste, opting for the aggregate component assessment.

KEYWORDS:

Food waste, Methodologies, Food service

Implicações Nutricionais da Terapêutica Farmacológica em Doentes Epiléticos

Nutritional Implications of Pharmacologic Therapy in Epileptic Patients
Cristiana Azevedo; Fábio Cardoso
Resumo

RESUMO

epilepsia é uma doença neurológica cuja incidência se prevê que aumente nos próximos anos. Sendo esta uma patologia crónica, a maioria dos doentes epiléticos necessitará de tratamento farmacológico durante toda a vida.

As interações entre fármacos e nutrientes, muitas vezes menosprezadas por parte dos profissionais de saúde, podem ser várias e ter um importante impacto nos outcomes de saúde do doente. Este grupo de indivíduos, para além da maior propensão ao desenvolvimento de vários défices nutricionais, têm também um elevado risco cardiovascular e uma maior prevalência de fragilidade óssea comparativamente à população em geral, o que contribui para o aumento dos índices de morbilidade e mortalidade associados a esta condição.

O estado nutricional é um fator que pode influenciar o decurso natural da doença, potenciando ou comprometendo, ainda mais, a qualidade de vida e o bem-estar do doente. Deste modo, é essencial reconhecer quais as implicações no estado nutricional que se sucedem à terapêutica farmacológica antiepilética, e que uma monitorização e avaliação regular, acompanhada de uma intervenção nutricional precoce deverão ser tidos em conta, por forma a prevenir e/ou a reverter as possíveis complicações emergentes. Neste sentido, com a presente revisão bibliográfica pretende-se indagar quais as principais consequências nutricionais advenientes da utilização de fármacos antiepiléticos e quais as formas de mitigá-las.

PALAVRAS-CHAVE

Epilepsia, Estado nutricional, Interação fármaco-nutriente, Nutrição, Terapia farmacológica antiepilética

 

ABSTRACT

Epilepsy is a neurological disease whose incidence is expected to increase in the coming years. Since it is a chronic condition, most epileptic patients will need pharmacological treatment throughout their lives.

The interactions between drugs and nutrients, often overlooked by health professionals, can be varied and have an important impact on the patient's health outcomes. This group of individuals, in addition to the greater propensity to develop several nutritional deficits, also have a high cardiovascular risk and a higher prevalence of bone fragility compared to the general population, which contributes to the increase in the morbidity and mortality rates associated with this condition.

Nutritional status is a factor that can influence the natural course of the disease, enhancing or compromising the patient's quality of life and well-being. Therefore, it is essential to recognize the implications for nutritional status that follow antiepileptic pharmacological therapy, and that regular monitoring and evaluation, accompanied by an early nutritional intervention, must be taken into account, in order to prevent and/or reverse possible emerging complications.

Thus, this bibliographic review intends to ask what are the main nutritional consequences arising from the use of antiepileptic drugs and how can we mitigate them.

KEYWORDS

Epilepsy, Nutritional status, Drug-nutrient interaction, Nutrition, Antiepileptic pharmacological therapy

 

Impacto das dietas de textura modificada no estado nutricional dos idosos

Relationship of intestinal microbiotes and bioactive compounds in modulation of obesity-related gesnes
Mafalda Cardoso Ferro; Maria Armanda Marques; Helena Loureiro; Ana Faria
Resumo

RESUMO

Introdução: A prevalência da disfagia em idosos a viver na comunidade encontra-se entre os 30 a 40%. Por outro lado, em idosos institucionalizados, ascende até aos 60%. As dietas de textura modificada surgem como terapêutica de primeira linha, uma vez que diminuem a necessidade de mastigação e preparação oral do alimento.

Objetivos: Realizar uma revisão da literatura sobre a disfagia, rever a evidência científica atual acerca da importância do impacto das dietas de textura modificada no estado nutricional do idoso.

Metodologia: A pesquisa para a elaboração desta revisão foi realizada através das plataformas “Pubmed”, “Web of Science (b-on)”, e “Scielo”, através das palavras “Dysphagia”, “Elderly” e “Texture-modified foods”, isoladamente e em conjunto.

Resultados: Após a análise dos artigos encontrados, com base nos critérios de inclusão definidos, foram selecionados 7 artigos.

Conclusões: Após a análise dos artigos selecionados, concluímos que as dietas para a disfagia, particularmente as dietas de textura modificada industrializadas, e a adaptação de fluidos parecem melhorar o prognóstico dos doentes, garantindo maior e melhor aporte energético e proteico, evitando a desnutrição, e ainda proporcionando uma melhor na qualidade de vida dos mesmos.

PALAVRAS-CHAVE

Desnutrição, Dieta textura modificada, Disfagia, Estado nutricional

 

ABSTRACT

Introduction: Dysphagia is present in 30 to 40% community dwelling older adults. In institutionalized older adults, it is even higher, up to 60%. Texture modified diets are the first line of treatment, diminishing the need for chewing and bolus oral preparation.

Objectives: To perform a review of the literature on dysphagia, and current scientific evidence about the impact of texture modified diets on the nutritional status of older adults.

Methodology: This review was done through the platforms “Pubmed”, “Web of Science (b-on)”, and “Scielo”, with the words “Dysphagia”, “Elderly”, “Texture-modified foods”.

Results: After analyzing all of the papers found, according to the defined inclusion criteria, 7 papers were included.

Conclusions: After analysis of recent literature, we concluded that texture modified diets, particularly ready-to-use formulations, and thickening fluids, seem to predict better outcomes, ensuring a greater energy and protein intake, and increasing patients’ quality of life.

KEYWORDS

Malnutrition, Texture modified diets, Dysphagia, Nutritional status

 

Morrer sem Comer e Beber: Um Olhar sobre a Cessação Voluntária de Alimentação e Hidratação no Fim de Vida

Relationship of intestinal microbiotes and bioactive compounds in modulation of obesity-related gesnes
Mariana Leitão de Oliveira; Cíntia Pinho-Reis
Resumo

RESUMO

A presente revisão pretende compreender o estado da arte relativamente à cessação voluntária de alimentação e hidratação no que se refere a: definições, motivações, processo de morte, bem como a sua relação com os conceitos de suicídio assistido, eutanásia, autonomia e cuidados paliativos.

PALAVRAS-CHAVE

Cessação voluntária de alimentação e hidratação, Cuidados paliativos, Eutanásia, Fim de vida, Questões éticas, Suicídio assistido

 

ABSTRACT

The current review pretends to understand the state of the art regarding voluntarily stopping of eating and drinking in the end of life related to: definitions, motivations, process of death, and its relation to the concepts of assisted suicide, euthanasia, autonomy and palliative care.

KEYWORDS

Voluntarily stopping of eating and drinking, Palliative care, Euthanasia, End of life, Ethical issues, Assisted suicide

 

Relação da microbiota intestinal e compostos bioativos na modulação de genes relacionados à obesidade

Relationship of intestinal microbiotes and bioactive compounds in modulation of obesity-related gesnes
Carolynne Martins Teixeira; Marcela Melquiades de Melo
Resumo

RESUMO

O avanço das ciências ômicas tem permitido a identificação de variantes genéticas e mecanismos epigenéticos envolvidos no desfecho da obesidade e de fatores nutricionais moduladores deste processo. Além dos polimorfismos genéticos, a composição da microbiota intestinal tem mostrado apresentar relação com variantes genéticas associadas a adipogênese. Portanto, o objetivo deste estudo foi avaliar a relação da microbiota intestinal e dos compostos bioativos do alimento na modulação de genes relacionados a obesidade, evidenciando os principais mecanismos epigenéticos.

PALAVRAS-CHAVE

Epigenética, Nutrientes, Nutrigenómica, Microbiota Intestinal, Obesidade

 

ABSTRACT

The advancement of omic sciences has allowed the identification of genetic variants and epigenetic mechanisms involved in the outcome of obesity and nutritional factors that modulate this process. In addition to genetic polymorphisms, the composition of the intestinal microbiota has been shown to be related to genetic variants associated with adipogenesis. Therefore, the aim of this study was to evaluate the relationship between the intestinal microbiota and the bioactive compounds in food in the modulation of genes related to obesity, highlighting the main epigenetic mechanisms.

KEYWORDS

Epigenetics, Nutrients, Nutrigenomics, Gut Microbiota, Obesity

 

Consumo de laticínios e desenvolvimento de acne – uma revisão baseada na evidência

Dairy consumption and acne development - an evidence-based review
Marta Goes Freitas; Ana Marinho; Liliana Portela
Resumo

RESUMO

Introdução: A acne é uma patologia crónica inflamatória da pele que apresenta elevada prevalência e um forte impacto psicossocial. O papel da alimentação, nomeadamente dos laticínios, na acne é incerto.

Objetivos: Com esta revisão pretende-se determinar se existe relação entre o consumo de produtos lácteos e a acne.

Metodologia: Pesquisa sistemática não quantitativa (revisão baseada em evidência) da evidência científica publicada entre 2010 e 2021 em bases de dados electrónicas, utilizando os termos MeSH “Dairy Products” ou “Milk” ou “Cheese” ou “Yogurt” e “Acne Vulgaris" e “Humans”.

Resultados: Encontraram-se 36 artigos, dos quais sete cumpriram os critérios de inclusão: uma recomendação, duas Revisões Sistemáticas com Meta-análise, um estudo observacional transversal e três estudos caso-controlo. Três artigos mostraram uma associação entre o consumo de laticínios (sem discriminação) e acne. Cinco dos seis artigos que avaliaram o consumo de leite de forma individualizada mostraram uma associação entre o consumo de leite e a presença de acne. Dos quatro artigos que avaliaram o consumo de iogurte de forma isolada, apenas um encontrou uma associação com desenvolvimento de acne. A evidência foi contraditória no caso do queijo.

Conclusões: Parece existir uma associação entre o consumo de leite e desenvolvimento de acne. Porém, a evidência é inconsistente relativamente a outros derivados do leite pelo que são necessários mais estudos que clarifiquem esta relação.

PALAVRAS-CHAVE

Acne vulgar, Laticínios, Leite, Iogurte, Queijo, Humanos

 

ABSTRACT

Introduction: Acne is a chronic inflammatory skin condition that has a high prevalence and a strong psychosocial impact. The role of diet, specially dairy products, in acne is uncertain.

Objectives: With this review we intend to determine if there is an association between dairy products’ consumption and acne.

Methodology: Search for scientific evidence published between 2010 and 2021 in electronic databases using the MeSH terms “Dairy Products” or “Milk” or “Cheese” or “Yogurt” and “Acne Vulgaris" and “Humans”.

Results: We obtained 36 articles, seven that accomplished the inclusion criteria: one guideline, two systematic reviews with metanalysis, one cross-sectional study and three case control studies. Three studies found an association between acne and unspecified dairy consumption. Five out of six studies that studied milk consumption showed that it was associated with acne. Only one out of four studies that studied yogurt consumption found an acne-milk association. Evidence is controversial as to cheese.

Conclusions: To summarize, there seems to be an association between milk consumption and acne development. However, the evidence is controversial as to other dairy products. Further studies are needed to clarify this relationship.

KEYWORDS

Acne vulgaris, Dairy products, Milk, Yogurt, Cheese, Humans

Influência da suplementação de sumo de beterraba na melhoria da performance em atletas de CrossFit

Influence of beetroot juice supplementation on performance improvement in CrossFit athletes
Beatriz Curado; Ana Faria; Helena Loureiro
Resumo

RESUMO

Introdução: O CrossFit é uma prática desportiva predominantemente intermitente de alta intensidade e com uma forte componente de endurance. No sentido de melhorar a performance, o sumo de beterraba é um dos alimentos que tem sido amplamente utilizado como suplemento alimentar, no sentido de melhorar a performance. Várias investigações têm demonstrado melhorias na performance em modalidades que envolvam exercícios de endurance intensos e em exercícios de força e potência. Isto deve-se ao seu conteúdo em nitratos cuja evidência científica sugere apresentarem efeitos benéficos ao nível da vasodilatação, aumento do fluxo sanguíneo para as fibras musculares e promoção de trocas gasosas e regulação da eficiência da fosforilação oxidativa, para além de promoverem rápida recuperação muscular.

Objetivos: O presente artigo de revisão tem por objetivos perceber quais são as variáveis da performance (força, potência ou endurance) influenciadas pelo sumo de beterraba, bem como as diferenças entre suplementação crónica ou aguda.

Metodologia: Foi realizada pesquisa bibliográfica, nas bases de dados SCIELO e PUBMED, usando como critérios de inclusão: artigos publicados a partir de 2012 e redigidos em português ou inglês. Foram excluídos artigos cuja amostra era constituída por crianças ou idosos, realizados in vitro ou em animais, estudos em que não foram determinados os efeitos diretos do sumo de beterraba e em que não tenha sido reconhecida credibilidade académica.

Resultados: A análise dos estudos revela a inconsistência de resultados em relação à influência do nitrato dietético nas várias componentes que influenciam a performance.

Conclusões: Sendo o CrossFit um exercício físico de minutos, no qual cada variável pode fazer a diferença, a utilização de nitratos em indivíduos responsivos, pode ser uma mais valia, apesar de não ter ficado comprovada a sua eficácia.

PALAVRAS-CHAVE

Sumo de beterraba, Nitratos, Performance, CrossFit, Treino intermitente de alta intensidade

 

ABSTRACT

Introduction: CrossFit is a predominantly intermittent sport of high intensity and with a strong endurance component. For this reason, beet juice is one of the foods that has been widespread as a supplement to improve performance. Several investigations had results in modalities that involve resistance exercises, strength and power exercises. This is due to its content in nitrates that have beneficial effects in vasodilation, increasing blood flow to the muscle fibers and promoting gas exchange and regulation of the efficiency of oxidative phosphorylation, in addition to promoting rapid muscle recovery.

Objectives: This review article aims to understand what are the performance variables (strength, power or endurance) influenced by the beet juice, as well as the differences between chronic or acute supplementation.

Methodology: Bibliographic research was carried out in the SCIELO and PUBMED databases, using as inclusion criteria: articles published since 2012 and written in Portuguese or English. Articles whose sample were children or elderly, performed in vitro or in animals, studies in which the direct effects of beet juice were not determined and in which academic credibility has not been recognized, were excluded.

Results: The analysis of the studies reveals the inconsistency of results regarding the influence of dietary nitrate on the various components that influence performance.

Conclusions: CrossFit is a physical exercise of minutes, in which each variable can make a difference, therefore the use of nitrates in responsive individuals can be an asset, although its effectiveness has not been proven.

KEYWORDS

Beetroot juice, Nitrates, Performance, CrossFit, High-intensity Intermittent training

Intervenções para a redução do sal em cantinas

Interventions to reduce salt in canteens
Inês Mota; Patrícia Padrão; Tânia Silva-Santos; Olívia Pinho; Carla Gonçalves
Resumo

RESUMO

O consumo excessivo de sal é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças crónicas não transmissíveis como a hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e alguns tipos de cancro. Atualmente é frequente a realização de pelo menos uma refeição diária fora de casa, em cantinas ou restaurantes, não havendo controlo da confeção destas refeições por parte do consumidor. O objetivo desta revisão sistemática foi analisar estudos de intervenção para a redução de sal em cantinas públicas ou privadas, nomeadamente avaliar quais as metodologias utilizadas. Foi realizada uma pesquisa nas plataformas PubMed e Web Of Knowledge (entre 23 e 28, setembro 2020), tendo sido incluídos sete artigos. As estratégias adotadas agrupam-se em três áreas principais: ementas e ambiente alimentar, consumidores e cozinheiros/manipuladores de alimentos. As intervenções que resultaram numa redução do consumo de sal foram as alterações das ementas, a formação dos cozinheiros (por cozinheiro ou nutricionista), a substituição do sal de adição por especiarias, a realização de sessões de educação alimentar para os consumidores e a redução do número de refeições pré-embaladas com teor de sal acima de 200 mg/porção fornecidas pelas cantinas. Futuramente será importante realizar estudos com maior uniformização dos procedimentos de avaliação do impacto das estratégias, com um maior período de intervenção e com um grupo controlo, de modo a obter resultados que efetivamente permitam a elaboração de recomendações nesta área.

PALAVRAS-CHAVE

Cantinas, Intervenção, Redução de sal

 

ABSTRACT

The excessive consumption of salt is a risk factor for the development of non-transmissible chronic diseases like hypertension, cardiovascular diseases, and cancer. Nowadays it is frequent to have at least one daily meal out of the house, in canteens or restaurants, where there isn’t any control, by the customer, with the meals produced. This paper is a systematic review of the existing intervention studies on salt reduction in public or private canteens and evaluate the used methodologies. The search was made on the platforms PubMed and Web of Knowledge (n=72), where, after the proper screening, seven studies fitted the criteria. The methodologies used in the studies that had significant results when it came to reducing salt consumption were changes in the menu, training cookers (with the help of a cooker or nutritionist), substituting added salt for spices, food education sessions for the consumers, and reducing the number of pre-packaged meals with more than 200 mg/portion of salt supplied in canteens. In the future, it would be important to perform studies with greater uniformity of the evaluation procedures of the strategies’ impact, with a larger intervention period and a control group, to obtain accurate results, to elaborate recommendations in this area.

KEYWORDS

Canteens, Intervention, Salt reduction

Embalagens comestíveis: aplicação, efeito na segurança alimentar e aceitabilidade

Edible packaging: application, impact on food safety and acceptability
Pamela Fonte; Bárbara Machado; Helena Real
Resumo

RESUMO

O plástico é um material amplamente utilizado para o desenvolvimento de embalagens alimentares, no entanto a crescente preocupação com a sua natureza não bio-degradável e acumulativa nos ecossistemas, levou ao desenvolvimento de alternativas mais sustentáveis.

O presente artigo de revisão pretende caraterizar o impacto ambiental e tecnológico das embalagens comestíveis, a aplicabilidade, o tipo de matérias-primas utilizadas, as possíveis implicações na segurança alimentar, bem como explorar a aceitabilidade por parte dos consumidores e da indústria alimentar.

Esta revisão foi realizada nas bases de dados “Science Direct”, “PubMed” e “Google Scholar” usando os descritores “edible”, “food”, “packaging”, “coating” e “film”. A partir da fonte mencionada, foram selecionados 56 artigos para o presente artigo de revi-são, publicados entre 2015 e 2021.

Os materiais utilizados para produzir filmes e revestimentos comestíveis são geralmente biomoléculas e devem ser selecionadas tendo em vista o tipo de alimento a embalar. Além disso, não devem constituir nenhum risco para a saúde humana. Não obstante, as embalagens comestíveis podem conter alergénios, pelo que devem ser listados os ingredientes utilizados na elaboração destas embalagens. A aplicação de diferentes filmes e revestimentos, em uma variedade de alimentos, demonstrou aumentar o tempo de vida de prateleira dos géneros alimentícios. A aceitação das embalagens edíveis pelo consumidor depende de vários fatores tais como as propriedades funcionais e organoléticas, o marketing alimentar e os preços. A produção de filmes e revestimentos comestíveis ocorre maioritariamente à escala laboratorial, pelo que há algumas limitações a serem ultrapassadas, de forma a garantir o sucesso destes materiais à escala comercial. Atendendo ao objetivo previamente definido, foi possível caraterizar e explorar os conceitos e temas propostos.

PALAVRAS-CHAVE

Embalagens alimentares comestíveis, Filmes, Revestimentos, Segurança alimentar

 

ABSTRACT

Plastic is commonly used for the development of food packaging, however the growing concern with its non-biodegradable and accumulative nature in ecosystems, has led to the development of more sustainable alternatives.

The purpose of this review article is to characterize the environmental and technological impact of edible food packaging, their applicability, the type of raw materials used, the possible implications for food safety, as well as exploring the acceptability of consumers and the food industry.

This research was conducted in the databases “Science Direct”, “PubMed” and “Google Scholar” using “edible”, “food”, “packaging”, “film” and “coating” as keywords. From the mentioned source, 56 articles, from 2015 to 2021, were selected for this review.

The materials used to produce edible films and coatings are generally biomolecules and must be selected considering both their main characteristics and the type of food to be packaged. In addition, these materials should not pose any risk to human health. Regardless, edible packaging may contain allergens, thus the ingredients used in the preparation of these packaging must be listed. The application of different films and coatings, in a variety of foods, has been shown to increase the shelf life of foodstuffs. The acceptability of edible packaging by the consumer depends on several factors, such as functional and organoleptic properties, food marketing and prices. The production of edible films and coatings occurs mostly on a laboratory scale, so there are some limitations to overcome, in order to guarantee the success of these innovations on a commercial scale. According to the previous established aim, it was possible to explore the proposed concepts and themes.

KEYWORDS

Edible food packaging, Film, Coating, Food safety

 

Potential Biological Activities of Craft Beer: A Review

Atividades Biológicas da Cerveja Artesanal: Revisão
Sara Silva; Agostinho Cruz; Rita F Oliveira; Ana I Oliveira; Cláudia Pinho
Resumo

ABSTRACT

Beer production and consumption have increased, stimulated by the popularity of craft beer. The presence of bioactive compounds in beer is described in the literature, including antioxidants related to benefits to human health. This review discusses, in particular, the potential biological activities of craft beer. Results showed that craft beer could potentially have a beneficial effect on cardiovascular disease, diabetes, cancer, neurological disorders, menopause, osteoporosis and oxidative stress. Also, the addition of new ingredients and production techniques can lead to a beverage with potential health value-added. However, further investigation on the health potential of craft beer is needed.

KEYWORDS

Biological activity, Craft beer, Hops, Malt, Phenolic compounds

RESUMO

A produção e o consumo de cerveja têm aumentado, devido à popularidade da cerveja artesanal. A presença de compostos bioativos na cerveja está descrita na literatura, incluindo de antioxidantes relacionados com benefícios para a saúde humana. Esta revisão tem como objetivo discutir, em particular, as potenciais atividades biológicas da cerveja artesanal. Os resultados mostraram que a cerveja artesanal pode, potencialmente, ter um efeito benéfico nas doenças cardiovasculares, diabetes, cancro, distúrbios neurológicos, menopausa, osteoporose e stress oxidativo. Também, a adição de novos ingredientes e as técnicas de produção podem levar a uma bebida com um maior impacto positivo na saúde. No entanto, continua a ser necessária mais investigação sobre os potenciais benefícios da cerveja artesanal para a saúde.

PALAVRAS-CHAVE

Atividade biológica, Cerveja artesanal, Lúpulo, Malte, Compostos fenólicos

Edição nº25

Resumo

[av_four_fifth first min_height='' vertical_alignment='' space='' custom_margin='' margin='0px' padding='0px' border='' border_color='' radius='0px' background_color='' src='' background_position='top left' background_repeat='no-repeat' animation='' mobile_display=''] [av_magazine link='portfolio_entries,52' items='-1' offset='0' tabs='aviaTBtabs' thumbnails='aviaTBthumbnails' heading='' heading_link='manually,http://' heading_color='theme-color' heading_custom_color='#ffffff' first_big_pos='top'] [/av_four_fifth][av_one_fifth min_height='' vertical_alignment='' space='' custom_margin='' margin='0px' padding='0px' border='' border_color='' radius='0px' background_color='' src='' background_position='top left' background_repeat='no-repeat' animation='' mobile_display=''] [av_hr class='default' height='50' shadow='no-shadow' position='center' custom_border='av-border-thin' custom_width='50px' custom_border_color='' custom_margin_top='30px' custom_margin_bottom='30px' icon_select='yes' custom_icon_color='' icon='ue808'] [av_image src='https://actaportuguesadenutricao.pt/wp-content/uploads/2021/08/acta-25-213x300.png' attachment='3313' attachment_size='medium' align='center' styling='' hover='' link='manually,https://actaportuguesadenutricao.pt/wp-content/uploads/2021/08/ACTA-25_HIGH.pdf' target='_blank' caption='' font_size='' appearance='' overlay_opacity='0.4' overlay_color='#000000' overlay_text_color='#ffffff' animation='no-animation'][/av_image] [av_button label='Pesquisa avançada' link='page,30' link_target='' size='small' position='center' icon_select='yes' icon='ue803' font='entypo-fontello' color='theme-color' custom_bg='#444444' custom_font='#ffffff'] [/av_one_fifth]