Construção e validação de um questionário para avaliação da perceção sobre alimentos funcionais

Leandro Oliveira, Rui Poínhos, Francisco Sousa e Maria Graça Silveira

Acta Portuguesa de Nutrição 2016, 7, 14-17 , https://dx.doi.org/10.21011/apn.2016.0704

Visualizações: 22 | Downloads PDF: 2


Download PDF See metadata Add to Mendeley Cite

Resumo

Os alimentos funcionais caracterizam-se pela sua capacidade de promover a saúde e bem-estar ou reduzir o risco de determinadas doenças. Apresentam um grande potencial para a saúde, que é aproveitado em campanhas de marketing. Sabendo que as alegações de benefícios para a saúde associadas à publicidade influenciam a intenção de compra dos consumidores, é importante a criação de ferramentas que avaliem a perceção destes em relação aos alimentos funcionais.

Assim, o objetivo deste estudo é construir e validar um questionário de avaliação da perceção sobre alimentos funcionais.

Após a realização de um pré-teste, aplicou-se a versão final do questionário a 257 indivíduos com uma média de idades de 41 anos (dp = 6), encarregados de educação de alunos do 3.º ciclo do ensino básico da ilha Terceira, Açores. Foi analisada a consistência interna e a validade de constructo.

O Alfa de Cronbach (α = 0,816) revelou uma boa consistência interna. A análise fatorial exploratória revelou uma boa adequação do modelo (KMO = 0,855). A análise do scree plot revela uma solução unifactorial, com o fator extraído a explicar 30,4% da variância total.

Este estudo demonstra e certifica as capacidades deste questionário para a avaliação da perceção sobre os alimentos funcionais em adultos, sendo uma ferramenta útil para a investigação no âmbito do marketing e da educação alimentar na promoção de escolhas mais conscientes e informadas.



Palavras-chave: Alimentos funcionais, Atitudes, Ensino básico, Envolvimento parental, Validação de questionário