EDITORIAL

Nuno Borges
Resumo

São já quatro os anos que leva a Acta Portuguesa de Nutrição, tempo este em que temos assistido a muitos e importantes avanços no conhecimento nas Ciências da Nutrição. Quatro anos em que também a profissão de Nutricionista e a sua expressão e relevância na nossa sociedade têm acompanhado o crescente interesse das populações em tudo o que diz respeito à alimentação, sobretudo como fator decisivo na promoção e preservação da saúde. O próprio poder político tem, naturalmente, acompanhado esta tendência e mesmo com os inevitáveis contratempos, recuos e hesitações, estamos hoje num ponto de reconhecimento social da importância da alimentação que era impensável há apenas poucas décadas. Destacamos, a este propósito, as recentes iniciativas no campo da limitação da publicidade a alimentos dirigida a crianças ou o acordo entre o Estado e a indústria alimentar para redução do teor de sal ou açúcar em alguns produtos.

É dentro deste contexto que surgem também formas diferentes de abordar a nutrição e a alimentação, abordagem esta nem sempre feita segundo a melhor evidência científica disponível ou sequer por profissionais devidamente habilitados. Dois artigos publicados na presente edição da Acta Portuguesa de Nutrição exploram, sob ângulo distinto, a questão ligada à utilização de suplementos alimentares. Muitas vezes promovidos e utilizados como a “bala mágica” que vai resolver problemas de toda a sorte e fazendo pelo caminho florescer um negócio de avultadas proporções, podemos com segurança dizer que as situações que justificam racionalmente o seu uso são bem menos frequentes do que as que observamos. Mais ainda, existe hoje abundante evidência de que, mesmo para suplementos ditos “naturais”, o risco de efeitos adversos está sempre presente, seja pelo efeito do próprio suplemento seja pelas interações com outros suplementos ou, sobretudo, medicamentos. E como sempre, será sempre a melhor evidência científica que poderá guiar o profissional de nutrição por entre o complexo labirinto de informação a que todos estamos expostos. Só assim poderemos continuar a construir uma profissão com bases sólidas e, por conseguinte, respeitada pela sociedade que servimos.

É precisamente este o valor da Nutrição, uma ciência e uma profissão com enorme impacto em múltiplos aspetos do nosso quotidiano. E é este tema, o Valor da Nutrição, que foi escolhido para a edição deste ano do Congresso de Nutrição e Alimentação, o XVIII, e para o qual convidamos a comunidade científica a participar.

Evaluation of Portuguese community health projects and initiatives within the European and National Healthy Cities Network

Avaliação de iniciativas e projetos comunitários de saúde em Portugal inseridos na Rede Europeia de Cidades Saudáveis e Rede Nacional de Municípios Saudáveis
Ana Isabel Rito; Rafael Cardoso; Inês Portugal; Joana Baleia; Sofia Mendes; Margarida Bica
Resumo

ABSTRACT

Introduction: Following the World Health Organization European Healthy Cities Network, the Portuguese Healthy Cities Network was formally created by municipalities equally committed to promote equity, health and quality of life through local action.

Objectives: To evaluate the health promotion strategies and initiatives implemented at municipality level in the Portuguese Healthy Cities Network and to confirm if these were in line with the requirements of the Health 2020 policy integrated on Phase VI of European Healthy Cities Network (2014-2018).

Methodology: An exploratory-descriptive methodological design was used and a semi-structured questionnaire, developed by the World Health Organization Regional Office for Europe, was applied to the 29 municipalities of the Portuguese Healthy Cities Network (2013) invited to participate. 22 (75.8%) healthy cities met the criteria and were included.

Results: Programmes on promotion of physical activity were the most frequently implemented across the Portuguese Healthy Cities Network (81.8%). All municipalities (100%) reported that children (>5 years) were the main targeted group of Portuguese Healthy Cities Network initiatives, followed by elderly (95.5%), adolescents (86.4%) and adults (86.4%). Low levels (27% - 32%) of initiatives that engaged other stakeholders, were reported as well as there was lack of research projects related to health matters and established partnerships by the scientific community. Overall, there was a perception of a positive impact of the Portuguese Healthy Cities Network programmes as 50% of the municipalities reported a remarkable improvement in health and quality of life of the population.

Conclusions: Although life-course initiatives addressing the major burden of diseases were implemented, a more comprehensive approach is needed to follow Health 2020 principles. Development and reinforcement of the Portuguese Healthy Cities Network programmes is still a challenge. It should cover different population groups in order to tackle social inequalities and it also demands new partnerships, new forms of communication, as well as monitoring and evaluation mechanisms in place.

PALAVRAS-CHAVE

Community health programmes, Healthy cities, Municipalities, Portuguese Healthy Cities Network

ABSTRACT

Introdução: A Rede Europeia de Cidades Saudáveis da Organização Mundial da Saúde integra a Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis cujo o objetivo comum é o de promover a saúde e a qualidade de vida, combatendo as desigualdades sociais, através de programas municipais.

Objetivos: O estudo pretendeu avaliar as estratégias e iniciativas de promoção de saúde implementadas a nível municipal na Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis e verificar se estas estão alinhadas com os requisitos da Política de Saúde 2020 integrada na Fase VI da Rede Europeia de Cidades Saudáveis.

Metodologia: Foi utilizada uma metodologia exploratória-descritiva e aplicado um questionário semiestruturado, desenvolvido em colaboração com Organização Mundial da Saúde/Europa, e aplicado nas 29 cidades da Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis (2013) convidadas a participar. 22 (75,8%) municípios cumpriram os critérios, tendo sido incluídos.

Resultados: Os resultados mostraram que os programas que abordavam a promoção da atividade física foram os mais implementados (81,8%) na Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis. Todos os municípios (100%) reportaram que o grupo das “crianças > 5 anos” foi a população-alvo mais abrangida nos programas da Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis, seguida pelo grupo dos “idosos” (95,5%), "adolescentes" (86,4%) e "adultos" (86,4%). As iniciativas de carácter multissetorial foram reportadas em apenas 27% dos municípios, bem como projetos de investigação relacionados com a saúde e parcerias com a comunidade científica (32%). No geral, o impacto percepcionado pelos municípios dos programas implementados da Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis foi positivo, já que 50% dos municípios apontaram uma percepção de melhoria no estado de saúde e na qualidade de vida da população.

Conclusões: Seguindo os princípios da Saúde 2020, foi confirmado que várias iniciativas, direcionadas a todas as etapas do ciclo de vida focadas na redução da morbilidade, foram implementadas, no entanto foi deficiente a observação da implementação de abordagens mais abrangentes e multissectoriais, abrangendo diferentes grupos populacionais, com o intuito de combater as desigualdades sociais. Reforça-se ainda ser fundamental o recurso a parcerias e a novas formas de comunicação, bem como a mecanismos de monitorização e avaliação de carácter científico dos programas.

PALAVRAS-CHAVE

Programas de saúde comunitários, Cidades Saudáveis, Municípios, Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis

 

 

 

Portugal segue a tendência global – uma análise da evolução das disponibilidades alimentares e nutricionais e do Produto Interno Bruto ao longo de quatro décadas

Portugal follows the global trend - an analysis of the evolution of food and nutritional availability and Gross Domestic Product over four decades
Alexandra Bento; Tânia Cordeiro; Carla Gonçalves; Maria Daniel Vaz de Almeida
Resumo

RESUMO

A alimentação é um dos determinantes com maior impacto na saúde. O reconhecimento desta realidade deve conduzir a uma definição de políticas orientadas para problemas de saúde específicos e à adoção de estratégias de intervenção que privilegiem uma abordagem integrada e que visem melhorar a saúde das populações, a qualidade dos cuidados prestados e a eficiência na utilização de recursos. Para a realização deste trabalho utilizaram-se os dados relativos à disponibilidade alimentar e nutricional, provenientes das Balanças Alimentares publicadas pela Food and Agriculture Organization, de 1974 a 2013. No que respeita aos dados do produto interno bruto, foram retirados da base de dados do PORDATA. A análise da evolução da disponibilidade alimentar e nutricional mostrou a existência de diferenças no padrão alimentar e nutricional dos portugueses ao longo do período em análise. Verificou-se um aumento da disponibilidade de energia (427 kcal per capita) devido ao aumento de lípidos e proteínas de origem animal derivado essencialmente do aumento da disponibilidade de carne e leite. Permitiu verificar ainda que a melhoria do desempenho económico do país foi acompanhado pela disponibilidade energética e pela alteração da estrutura nutricional.

PALAVRAS-CHAVE

Balança alimentar, Disponibilidade alimentar, Disponibilidade nutricional, Produto interno bruto, Transição nutricional

ABSTRACT

Food is one of the determinants with the greatest impact on health. Recognition of this reality should lead to a definition of policies geared to specific health problems and to the adoption of intervention strategies that favor an integrated approach aimed at improving the health of the population, the quality of care provided and the efficiency in the use of resources. Data on food and nutritional availability from the Food Scales published by the Food and Agriculture Organization from 1974 to 2013 were used to carry out this work. Data on the gross domestic product were collected from the PORDATA. The analysis of the evolution of food and nutritional availability showed the existence of differences in the food and nutritional pattern of the Portuguese throughout the period under analysis. There was an increase in energy availability (427 kcal per capita) due to the increase in animal lipids and proteins derived essentially from the increased availability of meat and milk. It also verified that the improvement of the economic performance of the country was accompanied by the energy availability and the alteration of the nutritional structure.

KEYWORDS

Food balance, Food supply, Nutritional availability, Gross domestic product, Nutritional transition

(In)Satisfação com a imagem corporal: associação com o consumo alimentar e a ingestão nutricional

Body image (Dis)Satisfaction: association with food consumption and nutritional intake
Ana Catarina Araújo; Andreia Oliveira
Resumo

RESUMO

Introdução: A insatisfação com a imagem corporal pode associar-se à adoção de diferentes práticas alimentares, no entanto, a evidência é escassa e foca-se em grupos específicos de indivíduos, tais como estudantes universitários, mulheres e adolescentes.

OBJETIVOS: Avaliar a associação entre a (in)satisfação com a imagem corporal e o consumo alimentar e nutricional de adultos jovens. METODOLOGIA: Participaram neste estudo 111 adultos (18-35 anos, 67,6% mulheres), selecionados por conveniência. A perceção da imagem corporal foi avaliada através da Escala de Silhuetas de Stunkard et al. e categorizada em satisfação, insatisfação por défice (diferença negativa entre a imagem corporal real e a desejada) e insatisfação por excesso (diferença positiva entre a imagem corporal real e a desejada). O consumo alimentar foi avaliado através da administração direta de um Questionário de Frequência Alimentar validado para a população adulta Portuguesa. As associações foram avaliadas por regressão linear (coeficientes β̂ e respetivos intervalos de confiança a 95% - IC95%), após ajuste para idade, escolaridade e exercício físico e após estratificação por sexo.

RESULTADOS: As mulheres mostraram-se mais insatisfeitas com a sua imagem corporal por excesso (57,3% vs. 30,6%, p=0,009), enquanto a insatisfação por défice foi mais reportada pelos homens (27,8% vs. 9,3%, p=0,009). Os homens insatisfeitos por défice (desejo de aumentar o tamanho corporal) apresentaram consumos mais elevados de pescado (β̂=181,0, IC95%:38,3;323,6), ovos (β̂=23,1, IC95%:2,9;43,2), fruta (β̂=191,3, IC95%:90,0;292,5) e hortícolas (β̂=221,6, IC95%:99,7;343,4), o que se traduziu em ingestões significativamente superiores de energia, proteínas (em contributo percentual para o valor energético total), fibra alimentar, vitamina B12, vitamina C, cálcio, magnésio, potássio e sódio, quando comparados com os satisfeitos com a sua imagem corporal. Nas mulheres, não foram encontradas diferenças significativas.

CONCLUSÕES: A maioria dos adultos jovens encontra-se insatisfeito com a sua imagem corporal, sendo que quase 30% dos homens manifestou o desejo de aumentar o seu tamanho corporal. Esta insatisfação da imagem corporal por excesso associou-se a consumos mais elevados de pescado e ovos, bem como fruta e hortícolas, o que se traduziu, do ponto de vista nutricional, em ingestões superiores de energia, proteína (em função do valor energético total), fibra alimentar, vitamina B12, vitamina C, cálcio, magnésio, potássio e sódio.

PALAVRAS-CHAVE

Adultos jovens, Consumo alimentar, Hábitos alimentares, Imagem corporal, Ingestão nutricional

ABSTRACT

Introduction: Body image dissatisfaction could be associated with different eating practices, however evidence seems scarce and focused in specific groups, such as students, women and adolescents.

OBJECTIVES: To evaluate the association between body image (dis)satisfaction and food and nutritional intake in young adults.

METHODOLOGY: A total of 111 young adults (18 to 35 year-old) were selected through convenience sampling. Body image perception was assessed using the Stunkard Scale and categorized into satisfaction, dissatisfaction by deficit (negative difference between actual and desired body image) and dissatisfaction by excess (positive difference between actual and desired body image), representing, respectively, the desire to increase and decrease body size. Dietary intake was estimated by a self-reported Food Frequency Questionnaire, previously validated. Associations were assessed through linear regression (β̂ coefficients and the respective 95% confidence intervals – 95%CI), after adjustment for age, education and physical exercise, and sex stratification.

RESULTS: Women were more dissatisfied with their body image by excess than men (57.3% vs. 30.6%, p=0.009), while men were more dissatisfied by deficit (27.8% vs. 9.3%, p=0.009). Men dissatisfied by deficit (desire of increasing body size) showed higher consumption of fish and seafood (β̂=181.0, 95%CI:38.3;323.6), eggs (β̂=23.1, 95%CI:2.9;43.2), fruit (β̂=191.3, 95%CI:90.0;292.5) and vegetables (β̂=221.6, 95%CI:99.7;343.4), which led to significantly higher intake of energy, protein (total energy intake %), dietary fiber, vitamin B12, vitamin C, calcium, magnesium, potassium and sodium, when compared to men satisfied with their body image. In women, no significant differences were observed.

CONCLUSIONS: The majority of young adults are dissatisfied with their body image, with almost 30% of men expressing a desire to increase their body size. This body image dissatisfaction by excess was associated with higher intake of fishery and eggs, as well as fruit and vegetables, and therefore, a higher intake of energy, protein (as % of energy intake), fiber, vitamin B12, Vitamin C, magnesium, potassium and sodium.

KEYWORDS

Young adults, Food consumption, Eating habits, Body image, Nutrient intake

Efeitos da intervenção alimentar em adultos com excesso de peso ou obesidade

Effects of dietary intervention on overweight or obese adults
Natérsia Laranjeira; Fabiana Duarte; Ana Paula Alves
Resumo

RESUMO

Introdução: A prevalência de obesidade e excesso de peso em Portugal tem vindo a aumentar. Assim, é fundamental avaliar a eficácia da consulta de nutrição, promovendo uma intervenção eficaz.

Objetivos: Estudar o efeito da intervenção alimentar na evolução da composição corporal e na adoção de hábitos alimentares saudáveis em utentes com excesso de peso ou obesidade.

Metodologia: Estudo epidemiológico observacional, descritivo e prospetivo, numa amostra de conveniência de doentes adultos com excesso de peso ou obesidade de ambos os géneros que foram acompanhados mensalmente durante 3 meses nas consultas externas de nutrição na Unidade de Portimão do Centro Hospitalar Universitário do Algarve. A informação referente a hábitos alimentares foi obtida através do inquérito alimentar às 24 horas anteriores. Procedeu-se também à avaliação da composição corporal pela técnica de bioimpedância.

Resultados: Foram incluídos 38 utentes (22 do sexo feminino e 16 do sexo masculino), os quais apresentaram uma idade média de 57,8 ± 12,7 anos. Encontrou-se uma diferença estatisticamente significativa entre os valores antropométricos antes e após a intervenção alimentar individualizada (p < 0,01). Verificou-se, uma diminuição das médias de peso (92,8 ± 15,0 versus 91,1 ± 14,2 Kg) e Índice de Massa Corporal (35,3 ± 6,3 versus 34,6 ± 6,0 Kg/m2) entre a primeira e a terceira consultas de nutrição, correspondendo a um estado de obesidade classe 2 e obesidade classe 1, respetivamente. Adicionalmente, observou-se que 55,3% dos doentes perderam massa gorda. Verificou-se, ainda, um aumento estatisticamente significativo do número diário de refeições (p < 0,01) e do consumo de hortofrutícolas (p < 0,05). A prática de atividade física e o aumento do número diário de refeições, do consumo de hortofrutícolas e da ingestão hídrica não revelaram associação estatisticamente significativa com a diminuição da percentagem de massa gorda.

Conclusões: A intervenção alimentar direcionada foi essencial na promoção de hábitos alimentares saudáveis.

PALAVRAS-CHAVE

Antropometria, Hábitos alimentares, Intervenção alimentar, Obesidade

ABSTRACT

Introduction: The prevalence of obesity and overweight in Portugal has been increasing. Thus, it is fundamental to assess the nutrition consultation, promoting a effective intervention.

Objcetives: To study the effect of dietary intervention on the evolution of body composition and the adoption of healthy eating habits in overweight or obese patients.

Methodology: This was a prospective study in a non-randomized sample of overweight or obese patients of both sexes who where monitored monthly for 3 months in the external consultations of nutrition of the Portimão Unit – Centro Hospitalar Universitário do Algarve. The information regarding eating habits was obtained through the 24-hour recalls. Bioimpedance were used to evaluate body composition.

Results: The study included 38 patients (22 women and 16 men), who had an average age of 57,8 ± 12,7 years. There was a stasticall diference in antropometric values before and after the nutritional (p < 0,01). There was a statistically significant increase in the number of daily meals (p < 0,01) and the consumption of fruit and vegetables (p < 0,05). The physical activity and the increased number of daily meals, fruit and vegetable consumption and water intake were not significantly associated with the decrease in the percentage of fat mass.

Conclusions: Targeted dietary intervention was essential in promoting healthy eating habits.

KEYWORDS

Anthropometry, Eating habits, Dietary intervention, Obesity

Uso de suplementos alimentares na Marinha Portuguesa

Dietary suplements use in portuguese navy
Moisés Henriques; Mariana Brito; Humberto Tavares; Mário Canastro; Filipa Albergaria; Maria Diniz; Luís Bronze
Resumo

RESUMO

Introdução: A suplementação alimentar pode ser considerada em determinadas situações. A prevalência de uso de suplementos alimentares nos militares é elevada; a realidade da Marinha Portuguesa é desconhecida.

Objetivos: Calcular a prevalência do uso de suplementos alimentares na Marinha Portuguesa e caracterizar esse hábito.

Metodologia: Aplicação de um questionário temático de autopreenchimento e recolha de respostas em janeiro de 2018. Caracterização da amostra, cálculo da prevalência do uso de suplementos alimentares em 2017 e da prevalência de antecedentes pessoais de uso de suplementos alimentares, e caracterização do seu uso. Inferência estatística das prevalências amostrais para a população visada com intervalo de confiança a 95% (IC95%) corrigido para a população.

Resultados: Obtiveram-se 844 respostas distintas (88,7% homens). A proporção de Fuzileiros é superior no grupo com antecedentes pessoais de uso de suplementos, sendo a diferença estatisticamente significativa (p<0,05). A prevalência estimada de uso de suplementos alimentares em 2017 foi de 16,7%±2,4% (IC95%) e a de antecedentes pessoais de uso de suplementos alimentares foi de 31,3%±3% (IC95%). Os suplementos mais usados foram as vitaminas (67%) e as proteínas (60,2%). O objetivo principal do uso de suplementos alimentares mais vezes reportado foi a melhoria do rendimento físico (57,9%); em 27,2% dos casos não houve qualquer aconselhamento sobre a suplementação. A farmácia foi um dos locais de aquisição mais utilizado (38,3%) e a maioria dos respondentes (93,2%) sentiu o efeito pretendido com a suplementação.

Conclusões: As prevalências de uso de suplementos alimentares encontradas são inferiores às da população nacional e da Marinha dos Estados Unidos da América. A caracterização deste hábito esteve limitada pelas taxas de resposta, mas os resultados estão alinhados com os de estudos nacionais. Este estudo constitui uma tentativa válida e inédita para caracterizar os hábitos de uso de suplementos alimentares na Marinha Portuguesa.

PALAVRAS-CHAVE

Hábito alimentar, Militares, Suplementos alimentares

ABSTRACT

Introduction: Dietary supplementation can be considered in certain situations. The prevalence of dietary supplements use in the military is high; the Portuguese Navy reality is unknown.

Objectives: To calculate the dietary supplements use prevalence in the Portuguese Navy and to characterize this habit.

Methodology: Application of a thematic self completion questionnaire and answers collection in January 2018. Sample characterization, dietary supplements use in 2017 and dietary supplements use history prevalences calculation, and characterization of its use. Statistical inference of the sample prevalences for the target population with a 95% confidence interval (95% CI) corrected for the population.

Results: 844 distinct responses (88.7% men) were obtained. The proportion of Marines is higher in the group with personal history of supplements use. The difference being statistically significant (p<0.05). The estimated prevalence of dietary supplements use in 2017 was 16.7%±2.4% (95% CI) and dietary supplements use history was 31.3%±3% (95% CI). The most commonly used supplements were vitamins (67%) and proteins (60.2%). The main objective of dietary supplements use more often reported was the improvement of physical performance (57.9%); in 27.2% of the cases there was no advice on supplementation. The pharmacy was one of the most used sites of acquisition (38.3%) and most of the respondents (93.2%) felt the desired effect with the supplementation.

Conclusions: The prevalence of dietary supplements use found is inferior to those of the national population and of the United States Navy. The characterization of this habit was limited by response rates, but the results are in line with those of national studies. This study constitutes a valid and unprecedented attempt to characterize the habits of dietary supplements use in the Portuguese Navy.

KEYWORDS

Food habit, Military, Dietary supplements

 

Suplementos alimentares para emagrecimento contendo sinefrina: riscos e toxicidade

Dietary supplements for weight loss with synephrine: risks and toxicity
Mariana Catarina Ribeiro Alves; João Paulo Capela
Resumo

RESUMO

Introdução: A sinefrina é o principal composto ativo presente no Citrus aurantium. Encontra-se incorporada em muitos suplementos alimentares que advogam promover a perda de peso, isto apesar do efeito termogénico e a segurança da sinefrina carecerem de estudos que os comprovem. Diversas autoridades de segurança alimentar internacionais emitiram recomendações sobre níveis máximos de consumo diários.

Objetivos: Estudar a composição dos suplementos alimentares para emagrecimento contendo sinefrina e/ou Citrus aurantium disponíveis no mercado português e analisar os efeitos adversos associados às doses diárias de sinefrina que apresentam.

Metodologia: Para a pesquisa de suplementos alimentares para emagrecimento com sinefrina, foi realizada uma pesquisa em pontos de venda físicos e sítios da internet, entre março e abril de 2018.

Resultados: Reuniram-se 37 suplementos com sinefrina e/ou Citrus aurantium na sua composição, apenas sendo possível inferir sobre a quantidade de sinefrina presente em 16 suplementos. Aferiu-se que a dose diária de extrato de Citrus aurantium recomendada pelo produtor e/ou distribuidor corresponde a um valor mediano de 200 mg com valor mínimo de 6 mg e o valor máximo de 840 mg. A quantidade mediana de sinefrina diária recomendada é de 12 mg, com um valor mínimo de 0,6 mg e valor máximo de 60 mg. A cafeína anidra e a sinefrina encontram-se combinadas em 9 suplementos. Vários suplementos excedem os limites diários de sinefrina recomendados por autoridades de segurança alimentar, de destacar que 13 dos 16 suplementos, em que foi possível estimar o valor de sinefrina, excedem os limites preconizados pela autoridade alemã BfR.

Conclusões: Os níveis de sinefrina presentes em vários suplementos podem ser danosos para a saúde dos consumidores. O risco cardiovascular da sinefrina é aumentado na presença de cafeína. Os consumidores devem ser alertados para os níveis destes compostos presentes nos suplementos.

PALAVRAS-CHAVE

Cafeína, Citrus aurantium, Peso corporal, Sinefrina, Suplemento alimentar, Termogénese, Toxicidade cardiovascular

ABSTRACT

Introduction: Synephrine is the main active compound present in Citrus aurantium. It is found in many dietary supplements that advocate the promotion of weight loss, despite the limited availability of studies that prove the thermogenic effect and safety of synephrine. Several international food safety authorities issued recommendations on the maximum daily levels.

Objectives: Study the composition of dietary supplements containing synephrine and/or Citrus aurantium available in the Portuguese market and analyze the adverse effects associated with their synephrine daily doses.

Methodology: To find dietary supplements for weight loss with synephrine, it was carried out a research at local stores and internet websites, between March 2018 and April 2018.

Results: 37 supplements containing synephrine and/or Citrus aurantium were found, but it is only possible to infer about the amount of synephrine in 16 supplements. It was assessed that the Citrus aurantium daily dose recommended by the producer and/or distributor corresponds to a median value of 200 mg, with a minimum value of 6 mg and a maximum value of 840 mg. The median amount of daily synephrine recommended is 12 mg, with a maximum value of 60 mg and a minimum value of 0.6 mg. Anhydrous caffeine and synephrine were combined in 9 supplements. Several supplements exceed the daily dose limits of synephrine recommended by food safety authorities, of note that 13 of the 16 supplements, where it was possible to estimate the daily dose of synephrine, exceed the limits recommended by the German BfR authority.

Conclusions: Synephrine daily levels present in various supplements can be dangerous to health consumers. The cardiovascular risk of synephrine is increased in combination with caffeine. Consumers should be alerted to the levels of these compounds present in dietary supplements.

KEYWORDS

Citrus aurantium, Body weight, Synephrine, Sietary supplement, Thermogenesis, Cardiovascular toxicity

Dietary intake misreport: what we know

Plausibilidade das declarações de consumo alimentar: o que sabemos
Vânia Magalhães; Duarte Torres; Carla Lopes
Resumo

ABSTRACT

Nutritional epidemiological studies are essential to the development of appropriate public health programs and food policies. However, the relation between nutrient intake and health outcomes might be affected by dietary intake misreport. The purpose of this study was to review the phenomenon of dietary intake misreport, including the existing evaluation methods, its implications, its prevalence and its associated factors. A bibliographic research was carried out. The reference method for studying dietary misreport is Doubly Labelled Water, by comparison of reported energy intake with total energy expenditure. Since it presents limitations of use in large epidemiological studies, alternative methods were described, some of which are univariate and others are multivariate. Few studies take into account under- and over-reporters and those who account differ on the way of identifying misreporters, which makes interpretations and comparisons difficult. Regardless the method, in each study, a consideration should be addressed to misreport prevalence, misreporters’ characteristics and how under and over-report affects nutrient analysis.

KEYWORDS

Energy intake, Food consumption, Misreport, Nutritional epidemiology

RESUMO

Os estudos epidemiológicos na área da nutrição são essenciais ao desenvolvimento de programas de saúde pública e de políticas alimentares apropriadas. No entanto, a relação entre a ingestão nutricional e os resultados de saúde pode ser afetada pelas declarações incorretas do consumo alimentar. O objetivo deste trabalho foi rever a temática das declarações não plausíveis do consumo alimentar, incluindo os métodos existentes para identificação destes casos, as suas implicações, a prevalência e os fatores associados. Foi realizada uma revisão da literatura. O método de referência para identificar declarações não plausíveis da ingestão energética é a Água Duplamente Marcada, que permite a comparação da ingestão energética reportada com o gasto energético. Por apresentar limitações de uso em estudos epidemiológicos de grande dimensão, alguns métodos alternativos tem sido descritos, onde se incluem modelos univariados e multivariados. As sub e sobre-declarações são identificadas por poucos estudos sendo que os que as apresentam diferem na metodologia, o que dificulta interpretações e comparações. Independentemente do método usado para avaliar a plausibilidade das declarações, em cada estudo deve ser endereçada uma consideração à prevalência, características dos declaradores não plausíveis e à forma como afetam a análise da ingestão dos nutrientes.

PALAVRAS-CHAVE

Ingestão energética, Consumo alimentar, Declarações não plausíveis, Epidemiologia nutricional

Edição nº16

Resumo

[av_four_fifth first min_height='' vertical_alignment='' space='' custom_margin='' margin='0px' padding='0px' border='' border_color='' radius='0px' background_color='' src='' background_position='top left' background_repeat='no-repeat' animation='' mobile_display=''] [av_magazine link='portfolio_entries,43' items='-1' offset='0' tabs='aviaTBtabs' thumbnails='aviaTBthumbnails' heading='' heading_link='manually,http://' heading_color='theme-color' heading_custom_color='#ffffff' first_big_pos='top'] [/av_four_fifth][av_one_fifth min_height='' vertical_alignment='' space='' custom_margin='' margin='0px' padding='0px' border='' border_color='' radius='0px' background_color='' src='' background_position='top left' background_repeat='no-repeat' animation='' mobile_display=''] [av_hr class='default' height='50' shadow='no-shadow' position='center' custom_border='av-border-thin' custom_width='50px' custom_border_color='' custom_margin_top='30px' custom_margin_bottom='30px' icon_select='yes' custom_icon_color='' icon='ue808'] [av_image src='http://actaportuguesadenutricao.pt/wp-content/uploads/2019/05/capa-acta-16-211x300.png' attachment='2457' attachment_size='medium' align='center' styling='' hover='' link='manually,http://actaportuguesadenutricao.pt/wp-content/uploads/2019/05/Acta_16_LOW-1.pdf' target='_blank' caption='' font_size='' appearance='' overlay_opacity='0.4' overlay_color='#000000' overlay_text_color='#ffffff' animation='no-animation'][/av_image] [av_button label='Pesquisa avançada' link='page,30' link_target='' size='small' position='center' icon_select='yes' icon='ue803' font='entypo-fontello' color='theme-color' custom_bg='#444444' custom_font='#ffffff'] [/av_one_fifth]